• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Exercícios físicos auxiliam no tratamento de dores crônicas

Saúde

Exercícios físicos auxiliam no tratamento de dores crônicas

60 milhões de brasileiros sofrem de dores persistentes ao longos dos dias

Foto: Reprodução/Pexels

O verão está aí e parece que os dias mais longos e as altas temperaturas são um convite quase irrecusável à prática de exercícios ao ar livre. Caminhadas, corridas e pedaladas são as atividades mais comuns. Para uma parcela considerável dos brasileiros, movimentar o corpo pode trazer ainda mais benefícios: Aquelas pessoas que sofrem com dores crônicas.

“A dor é classificada com relação ao seu tempo de duração como aguda ou crônica. A dor aguda, geralmente, é ocasionada por uma lesão. Ela é de curta duração e desaparece quando a lesão cicatriza. Agora, se a dor persistir por mais de três meses, ela é chamada de dor crônica, caracterizada por ser contínua, intensa e de longa duração”, explica o anestesiologista e especialista em dor crônica, André Felix. 

Ao contrário do senso comum, que acredita que o repouso total é a ajuda necessária para tratar qualquer doença, muitos recorrem aos exercícios físicos para combater os sintomas das dores crônicas e até preveni-las. Lombalgias, cefaleias, artropatias e outras dores osteomusculares já fazem parte da vida de 60 milhões de brasileiros segundo dados da Sociedade Brasileira de Estudo da Dor (SBED). Esse é um problema de difícil convívio, mas algumas atitudes do paciente no decorrer do tratamento podem ajudá-lo a ter uma vida sem tantos sintomas dolorosos e com mais qualidade de vida.

Foto: Foco Jornalismo
André Felix, especialista em dor crônica. 

“O exercício físico é um dos tratamentos mais conhecidos e recomendados no combate a dor crônica. As atividades são benéficas para todos os tipos de dores, pois causam efeitos analgésicos. Além disso, interferem positivamente na vida do paciente em seu bem estar, tanto físico como mental, já que se sentir ativo é um grande avanço no tratamento”, afirma André Félix. O médico ainda explica que caminhadas e corridas, por exemplo, têm alto valor de evidência no tratamento das dores crônicas por liberarem endorfina (analgésicos naturais do nosso organismo).

“A grande maioria das dores podem ser tratadas com o auxílio dos exercícios, sempre com o acompanhamento médico. As dores nas costas, na cabeça e nas articulações, por exemplo, podem ser combatidas com atividade física regular. No caso da osteoporose, a prática de exercícios físicos ajuda tanto na prevenção quanto no tratamento da doença. O movimento também é um grande aliado no tratamento da fibromialgia. Além da atividade física, o ideal é que o paciente tenha uma boa alimentação e hábitos saudáveis”, complementa o médico.

Conforme ressaltou o especialista, toda atividade física deve ser feita supervisionada por um profissional da saúde. É preciso estar atento também às rotinas dos exercícios que devem ser praticados com regularidade e alternância de grupos musculares trabalhados. Dessa forma é possível evitar a sobrecarga, lesões e o abandono das atividades por piora das dores.