• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Pacientes que fazem radioterapia devem redobrar os cuidados no verão

Saúde

Pacientes que fazem radioterapia devem redobrar os cuidados no verão

Aqueles que estão passando pelo tratamento ou que finalizaram as sessões há menos de 60 dias devem evitar exposição ao sol

Foto: TV Vitória
Efeitos da radioterapia estão sendo minimizados com o avanço da medicina e proporcionando aos pacientes mais conforto durante o tratamento.

A estação mais quente do ano atrai milhares de pessoas para as praias, lagoas e rios. Mas, além do lado positivo do verão, é fundamental nos lembrarmos dos riscos da exposição ao sol. De acordo com Anne Karina Kiister Leon, rádio-oncologista do Instituto de Radioterapia Vitória, quem está passando pelo tratamento de radioterapia ou finalizou as sessões há menos de 60 dias deve redobrar os cuidados com a pele durante a estação.

“É fundamental evitar a exposição solar entre 10 e 16 horas. Já a área em que a pessoa recebeu a radioterapia não deve tomar sol em nenhum horário, pois o local apresenta irritação decorrente do tratamento. Se desrespeitada essa orientação médica, a pele pode ficar manchada”, afirma a médica.

Recomendações

Para não ter que deixar de curtir o verão, Anne Karina Kiister Leon recomenda o uso de chapéu, guarda-sol e filtro solar. Os dois primeiros objetos podem ser utilizados para cobrir a região que está recebendo ou que recebeu o tratamento e evitar o contato direto com o sol, enquanto o produto protege a pele.

“É necessário consultar o médico responsável pelo tratamento e também um dermatologista para saber com exatidão quando a área tratada pode voltar a receber contato com raios solares, o que é normalmente liberado 60 dias após o término da radioterapia”, explica.