Nova técnica de lipoaspiração deixa barriga com músculos definidos

Saúde

Nova técnica de lipoaspiração deixa barriga com músculos definidos

Durante a chamada lipoaspiração de alta definição, a gordura do abdômen é retirada e a região é esculpida para parecer mais definida

Foto: Divulgação / Pexel

Popularmente conhecida como “tanquinho”, a barriga reta e com os músculos bem definidos e aparentes costuma ser fruto de malhação diária pesada combinada com alimentação bastante restritiva. Contudo, com o avanço das técnicas cirúrgicas, a chamada lipoaspiração de alta definição tem permitido esculpir o abdômen, dando o aspecto musculoso que tantos sonham.

De acordo com o cirurgião plástico Fábio Zamprogno, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), o procedimento, como toda lipoaspiração, seja de baixa, média ou alta definição, retira gordura da região abdominal, destacando, entretanto, os músculos reto abdominal, serrátil e oblíquo externo. “São feitos sulcos acima do umbigo e na parte lateral do abdômen, na linha do mamilo”, explica Fabio.

A cirurgia dura cerca de três horas e é realizada sob anestesia geral, que pode ser associada a uma peridural. O tempo de recuperação varia entre pacientes. Geralmente, após uma semana, é possível voltar às atividades normais. A prática de exercícios físicos, no entanto, só deve ser realizada depois de um mês, após avaliação médica.

Vale ressaltar, entretanto, que não são todas as pessoas que podem fazer essa cirurgia. A lipoaspiração de alta definição é indicada para pacientes com baixo índice de gordura corporal, como mulheres de até 25 anos, magras, com a pele firme e que nunca engravidaram. Além disso, é necessário que o paciente passe por avaliação médica e realize exames como hemograma completo, urina, eletrocardiograma e radiografias.

Para quem não se encaixa nesses requisitos, o recomendado é associar a lipoaspiração a uma abdominoplastia. “Nessa cirurgia, a pele da barriga é puxada para baixo, visando deixá-la reta. Para que o resultado fique mais natural, é feita a reconstrução do umbigo e também esculpidos os sulcos. A cicatriz fica baixa para que possa ser tampada pelo biquíni”, afirma o cirurgião.

O paciente que deseja passar por uma abdominoplastia também deve realizar exames laboratoriais e, em alguns casos, ultrassom abdominal. O procedimento também é feito sob anestesia geral e peridural. Na cirurgia de abdominoplastia, o paciente permanece internado por 24 horas e em repouso moderado por até três semanas.