Outdoor: de olho nos resultados, capixabas aderem cada vez mais a exercícios ao ar livre

Saúde

Outdoor: de olho nos resultados, capixabas aderem cada vez mais a exercícios ao ar livre

Qualidade de vida! Essa é a frase mais dita por quem prática exercícios ao ar livre. Isso, porque além de fazer bem para a saúde física, as atividades permitem contato com a natureza e a descoberta de novos lugares

Larissa Agnez

Redação Folha Vitória
Foto: Divulgação
Atividades ao ar livre possibilitam também maior aproximação da família, que podem fazer exercícios e passear ao mesmo tempo. 

Correr, mergulhar, pedalar, nadar e escalar... Essas são atividades que para muitos são sinônimos de paixão. Na água, no asfalto, nas montanhas ou nas geleiras, os exercícios físicos ao ar livre tem conquistado cada vez mais adeptos, principalmente no Espírito Santo, onde quase todos esses ambientes podem ser explorados por quem quer diversificar na hora de praticar alguma atividade física, fugindo das academias ou somando outras práticas junto a ela. 

Qualidade de vida! Essa é a frase mais dita por quem prática exercícios ao ar livre. Isso, porque além de fazer bem para a saúde física, as atividades permitem contato com a natureza e a descoberta de novos lugares. As práticas têm conquistado tanto espaço , que entre os capixabas já são práticas esportivas regulares...cotidianas. Alguns exemplos são o Beach Tênis, Frescobol, Canoa Havaiana, Corrida de Rua e Corrida de Montanhas (Trail running). 

Para estimular a prática...

E o mercado esportivo já entende essa demanda. A prova disso é um festival de esportes outdoor na região, nos dias 20 e 21 de abril. É o Insanity Mountain, no Mestre Álvaro, município da Serra-ES. O festival envolve diversas atividades como Trail Run, Bike e Caminhada Guiada para grupo Kids. 

Atividades por hobby e competição 

Foto: Arquivo Pessoal Insanity Mountain
Denis Peres é fisioterapeuta e praticante de corrida de montanha. 

O fisioterapeuta especialista em ortopedia e traumatologia esportiva, Denis Peres, que também é praticante de Trail running, explica que as atividades têm ganhado mais adeptos porque podem ser executadas tanto como hobby ou esporte para competição. "As corridas de rua, hoje em dia, estão famosas. É comum ver as pessoas querendo competir. A bike também tem seu espaço, desde os passeios turísticos (que tem longa distância, mas é feito de forma mais lenta e não exige muitos equipamentos) até os circuitos de bike feitos por atletas (que exigem condicionamento físico e roupas específicas)". 

Para quem é indicado?

O fisioterapeuta comenta que qualquer um pode praticar exercícios ao ar livre. Desde crianças até pessoas idosas. "São esportes que aceitam muito bem qualquer tipo de atleta ou praticante. Pessoas mais baixas, altas, magras ou mais pesadas, todas podem participar. Basta ter vontade e estar liberado pelo médico, com os exames em dia", aconselhou. 

Foto: Divulgação

A busca por melhores resultados  

Denis comenta que a partir do momento que as pessoas começam a praticar esse tipo de esporte e ter contato com os eventos de competição, elas querem melhorar e atingir marcas maiores, conquistar medalhas ou se destacar. Dessa forma os benefícios para a saúde vem com a atividade. "A perda de peso diante dos treinamentos é perceptível, as pessoas veem os resultados e começam a se alimentar melhor. Metabolicamente a quantidade de açúcar no sangue de pessoas com diabetes ou pré diabéticos diminui. É possível regular melhor a pressão arterial de pacientes e atletas hipertensos", comentou. 

Foto: www.terracapixaba.com.br
Montanha do Mestre Álvaro, na Serra-ES. 

Histórias, memórias e superação 

Denis começou a correr no asfalto. Em sua primeira prova pensava correr 9 km em estrada, porque era o que estava acostumado a fazer. Mas, ao chegar no local, encontrou uma outra realidade. Ele iria enfrentar subidas e descidas do Mestre Álvaro. Teria que chegar até o topo, seriam 5 km de subida e 4 km de descida. Ao olhar para os lados, viu atletas totalmente preparados, com tênis de trava, mochilas equipadas, repositor energético, repositor em gel, uma "preparação e tanto" -  mas mesmo assim, topou participar. O resultado foi o último lugar, porém uma grande vontade de ser o primeiro numa próxima competição. No ano passado Denis competiu na Patagônia, onde completou uma corrida de 36 km. Por sete horas, ele enfrentou chuva, frio, neve e lagos congelados.  

"A graça do esporte é essa. Você vai criando etapas, superando os limites e crescendo no esporte. Vai mudando como pessoa, fica mais animado, trabalhando melhor, tem mais disposição, a auto estima eleva, tudo muda", afirmou o fisioterapeuta e também atleta. 

Confira as imagens da competição na Patagônia

Esporte e profissão 

Outro exemplo é Renan Moraes Lopes, de 33 anos, que começou a correr por incentivo do amigo Wenderson Graciano Correa, que já foi triatleta. Renan sempre jogou futebol, mas iniciou as atividades ao ar livre com a corrida de rua, que era um hobby. Há dois anos se tornou atleta profissional de trail running patrocinado. Hoje pesa 68 quilos, mas já chegou a ver na balança a marca dos 85kg - foram 22 quilos em apenas dois meses. 

Desde que se tornou profissional no esporte, Renan consegue contar no mínimo 50 medalhas que ganhou em competições com apoio do treinador Vanderley da Conceição. Mas o verdadeiro valor está naquilo que só ele é capaz de sentir. "Superação, experiência. Cada montanha é um visual diferente, é um lugar novo, todo fim de semana uma nova aventura. Minha vida é a corrida, eu vivo melhor", disse. 

Fotos do atleta

E para quem tem dúvida se o exercícios ao ar livre fazem bem, listamos abaixo seis bons motivos para que você decida viver de uma forma diferente.

Quebra de rotina: as atividades possibilitam descobrir novos ares e lugares. Você nunca estará no mesmo local, pode diversificar os passeios desde as praias até as montanhas, mudanças de ambiente te ajuda a desestressar;

Saúde física e mental: as atividades trabalham o corpo e a mente, promovendo o equilíbrio, ajudando gastar calorias- perder peso, acelerando o metabolismo e prevenindo doenças; 

Aproximação com a natureza: é considerado um benefício extremamente importante. Você poderá usufruir de novas paisagens, sentir o contato direto com a vegetação, os animais locais, fazer novas descobertas e entender melhor sobre a preservação do meio ambiente; 

Astral elevado: estudos comprovam que praticar esportes ao ar livre  libera hormônios do bem-estar, como a endorfina, aliviando o estresse. Também auxilia no combate à depressão, melhora o humor e eleva a autoestima e, consequentemente, o astral . 

Alimentação mais saudável: as atividades ao ar livre despertam a vontade de investir em pratos e bebidas saudáveis. O corpo começa a necessitar de maior ingestão de alimentos in natura devido os gastos energéticos, fazendo com que você opte por alimentos ricos em vitaminas, proteínas e gorduras boas. 

Interação social e familiar: praticando novas atividades você pode conhecer pessoas diferentes e ampliar o seu circulo social e de amizades. Além disso, os exercícios também são uma boa maneira de realizar atividades em conjunto com os filhos, estimulando a prática já na infância. 

Veja o vídeo do Fisioterapeuta Denis Peres, estimulando seu filho Carlos Henrique, de 8 anos, a praticar a corrida no Morro do Moreno, em Vila Velha.