• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Pré-natal odontológico ajuda a evitar complicações na gestação

Saúde

Pré-natal odontológico ajuda a evitar complicações na gestação

Devido às alterações hormonais que ocorrem na gestação, aumentam as ocorrências de gengivite, sensibilidades e até mesmo hiperplasias gengivais.

Larissa Agnez

Redação Folha Vitória
Foto: Divulgação
Uso de cadeira massageadora pode trazer boas sensações e contribuir para o relaxamento da grávida.

Ao contrário do que muitas gestantes pensam, cuidar dos dentes é fundamental durante a gravidez. A cirurgiã dentista Beatriz Moura Dutra, explica que existem muitos mitos sobre o que é ou não permitido no tratamento odontológico de gestantes. Um deles é o de que a grávida não se pode ser anestesiada e de que não pode fazer raio X, o que não é verdade.

“Toda gestante deve realizar o pré-natal odontológico e, se houver necessidade, pode ser utilizado anestésico adequado. Também é seguro realizar radiografias, desde que sejam adotadas as medidas de proteção, como uso de avental de chumbo e filmes radiográficos ultrarrápidos, que são sensibilizados a menor radiação”, afirma a dentista.

Devido às alterações hormonais que ocorrem na gestação, aumentam as ocorrências de gengivite, sensibilidades e até mesmo hiperplasias gengivais (que pode ser explicado como crescimento excessivo da gengiva). Mas a gengivite só ocorrerá com presença da placa bacteriana, que não é removida adequadamente na rotina de higienização diária.

É bom lembrar que, devido às náuseas e enjoos matinais, frequentes na gestação, os ácidos estomacais que ficam na boca podem causar erosão e cárie dental. “Por isso, é tão importante trabalhar orientando como fazer a correta higienização e também a dieta da gestante. Nesse período, o ideal é realizar uma consulta por trimestre, como forma de evitar que bactérias bucais, oriundas de infecção periodontal, se disseminem no sangue e atravessem a placenta, o que pode levar a um parto prematuro, pré-eclâmpsia e nascimento de bebês de baixo peso”, ressalta Beatriz.

Conforto

Hoje, já existem instrumentos para garantir mais conforto à gestante nas consultas com o dentista. Beatriz destaca o uso de cadeira massageadora, que pode trazer boas sensações e contribuir para o relaxamento da grávida.

Outra medida, segundo a cirurgiã dentista, é manter a paciente em período avançando da gestação ligeiramente inclinada para a esquerda, a fim de não prejudicar o fluxo sanguíneo fetal. Para auxiliar na identificação dos problemas bucais, são utilizados o check-up digital, para um exame detalhado, e o raio x digital, com melhor qualidade de imagem.

No pré-natal, a dentista também orienta a gestante com relação ao aleitamento materno, formação de dentinhos, anatomia e higiene bucal do bebê, além do teste da linguinha. Essa avaliação, realizada após o nascimento da criança, é capaz de detectar a chamada língua presa e evitar problemas na amamentação.

Foto: Dra. Beatriz