• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Consultas online reduzem em 80% o fluxo de pacientes em hospitais

Saúde

Consultas online reduzem em 80% o fluxo de pacientes em hospitais

A cada dez ligações, oito são finalizadas com uma solução médica adequada para o paciente. Índice de satisfação com o serviço é de 85%

Larissa Agnez

Redação Folha Vitória
Foto: Divulgação / UNIMED
Em um mês, mais de mil pacientes já recorreram ao atendimento médico virtual

Por muito tempo, o uso das novas tecnologias no relacionamento entre médico e paciente provocou discussão no setor da saúde em todo o mundo. Mas, em tempos de pandemia, quando a recomendação das autoridades é ficar em casa, o que fazer quando surge a necessidade de se consultar com um médico?

Aprovada pelo Ministério da Saúde junto com o Conselho Federal de Medicina (CFM) e o Conselho Regional de Medicina do Espírito Santo (CRM/ES), a telemedicina é uma opção. Com esse serviço, pacientes recebem orientação médica, atendimento pré-clínico, de suporte assistencial, de consulta, monitoramento e diagnóstico no Sistema Único de Saúde (SUS) ou na rede privada.

Combate ao coronavírus

De acordo com o diretor de mercado da Unimed Vitória, o médico Gustavo Peixoto, as consultas médicas online são uma das frentes adotadas pela Unimed no combate à proliferação do coronavírus. Peixoto ressaltou que são oferecidos atendimentos em pediatria e clínica médica. São sete médicos atendendo simultaneamente por turno de trabalho. 

."Começamos com três estações de atendimento e agora já contamos com sete, devido à boa aceitação. Com aquisição de expertise e desenvolvimento de plataformas, deverá ser ampliado o serviço para as demais especialidades. As teleconsultas apoiam o isolamento social ao propiciar que as pessoas resolvam algumas situações que demandam avaliação médica na segurança de seus lares. Além disso, todos o sigilo médico é garantido”, comenta.

O bancário Rodrigo Feitosa Carvalho, 42 anos, é um dos pacientes que pertence ao grupo de risco da covid-19 e que faz o uso da telemedicina. Há seis anos descobriu ser portador de fibrose cística, uma doença rara, hereditária, com risco de vida que danifica os pulmões e o sistema digestivo. Por isso, precisa de acompanhamento médico contínuo.

"Eu tinha muito problema respiratório, ao total foram 25 pneumonias, foi assim que descobri a doença. O momento em que vivemos é muito mais delicado para mim, contudo eu não posso deixar de tratar o meu problema. Quando soube que ia poder conversar com meu médico sem me expor de forma desnecessária fiquei muito contente. Eu confio no serviço e na tecnologia", destacou. 

De acordo com o Ministério da Saúde toda a consulta deve ser, obrigatoriamente, registrada em prontuário clínico com indicação de data, hora, tecnologia da informação e comunicação utilizada e o número do Conselho Regional Profissional do médico e sua unidade da federação. Os profissionais também deverão seguir os requisitos estabelecidos pela Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A médica da família e comunidade, Carolina Antunes de Freitas, do grupo Unimed, explica que é necessário estar atento a qualidade da imagem, volume e áudio na teleconsulta. Assim como na forma presencial, é necessário honrar o horário do atendimento. O profissional também deve estar identificado e vestido com roupas médicas adequadas. A especialista destaca que é preciso dar continuidade aos tratamentos que possam ser guiados a distância para não perder o contato e nem o vínculo com o paciente. 

Confira o que médica fala sobre as teleconsultas:

No setor público de saúde, a cidade de Vitória já tem o serviço à disposição. O agendamento é feito através do Fala Vitória 156. O prefeito do município Luciano Rezende, disse que esse é um dos passos mais importantes que estão sendo dados. Ele enfatizou que o projeto exigiu um trabalho árduo até que estivesse pronto para operar. 

"Mais importante agora é que a gente possa evitar a transmissão do vírus de pessoa pra pessoa. Então, todo o serviço que puder ser feito com pessoas que precisam de atendimento médico a distância, nós estamos dando uma grande contribuição para a diminuição da transmissão do coronavírus", destacou o prefeito. 

Tanto no setor público de saúde quanto na rede privada, não é recomendado a prescrição de medicação por telefone. Estes profissionais só podem emitir atestados e receitas, desde que sejam assinados eletronicamente, contendo informações sobre o médico do atendimento.

Há um mês o serviço de teleconsulta é oferecido à todos os clientes pela Unimed Vitória. Já são 1.427 atendimentos, sendo 150 voltados para a pediatria e 1.277 para adultos, tendo 80% de resolutividade, o que significa dizer que a cada dez ligações, oito são finalizadas com uma solução médica adequada para o paciente. De acordo com o médico Gustavo Peixoto, após o atendimento online, hospitais e pronto atendimentos registraram queda de 80% do fluxo de pacientes.

Dúvidas

Foto: Divulgação / UNIMED
 O médico Gustavo Peixoto afirma que as teleconsultas tem tido ótima aceitação

O diretor de Mercado da Unimed Vitória, o médico Gustavo Peixoto, respondeu as principais dúvidas sobre o tema. Confira!

- Em quais casos é possível atender a distância?

Dr. Gustavo: Casos mais leves, como síndromes gripais e quadros mais simples; além dos casos crônicos, principalmente, por telemonitoramento.

- Como é a aceitação do paciente com este tipo de atendimento?

Dr. Gustavo: A aceitação tem sido ótima e o número de atendimentos tem um crescimento diário sustentado. Alguma dificuldade tem ocorrido na instalação e uso do sistema operacional, mas tem sido assimilado rapidamente pelos pacientes.

- É possível prescrever medicação ou gerar atestado?

Dr. Gustavo: Sim, é possível tecnologicamente, mas nesta fase inicial preferimos a entrega de receitas controladas e atestados por meio físico, em sistema Drive Thru.

- Quais especialidades estão aptas a oferecer esse tipo de serviço?

Dr. Gustavo: Temos oferecido atendimentos em Pediatria e Clínica Médica. São sete médicos atendendo simultaneamente por turno de trabalho. Com aquisição de expertise e desenvolvimento de plataformas, deverá ser ampliado o serviço para as demais especialidades.

- Se há necessidade do médico avaliar um exame, como é feito?  

Dr. Gustavo: O médico tem acesso online ao prontuário, sistema de radiologia da Unimed Vitória e laboratórios cadastrados.

Acesso ao serviço

O serviço de teleconsulta da Unimed é solicitado pelo telefone 0800 026 0080, das 8h às 16h, de segunda a sexta-feira. Após o processo de liberação, o paciente recebe um link por SMS ou e-mail, e o atendimento é realizado por meio de chamada de vídeo, sem agendamento prévio.

>> SAIBA MAIS 

+ Telemedicina garante rapidez no atendimento a doentes cardíacos

Serviço que emite laudos de exames de eletrocardiograma à distância garante rapidez no atendimento e diagnóstico para pacientes com doenças cardíacas nas unidades de saúde pública em todo o país. 

Para o cardiologista Fábio Taniguchi, a agilidade em tratamentos cardíacos salva vidas. “Os primeiros minutos são fundamentais em casos de infarto e arritmias. Cerca de 50% das mortes por infarto acontecem nas primeiras 24 horas após o evento cardiovascular. Estamos fornecendo tecnologia de ponta e atendimento especializado para salvar vidas”, disse.

+ Live Teleconsulta durante a pandemia