• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Mulher dá a luz à quíntuplos e especialista fala sobre as condições e cuidados

Saúde

Mulher dá a luz à quíntuplos e especialista fala sobre as condições e cuidados

"Chances de gravidez múltipla mais são muito baixas, menos de 1%", diz especialista

Larissa Agnez

Redação Folha Vitória
Foto: Pietra Fotografia

Recentemente Mariana Mazzelli, de 35 anos, deu a luz a quíntuplos. A gravidez ocorreu de forma natural, mas o caso não é comum! Segundo Cláudia Navarro, especialista em reprodução assistida, naturalmente, as chances de gravidez múltipla mais são muito baixas, menos de 1%. Entretanto, quando a mulher passa por tratamento e a ovulação é estimulada, o percentual de gravidez múltipla chega a 2,2%, de acordo com a Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida.

A especialista esclareceu alguns pontos importantes sobre gestações assistidas e o caso, em especial, de Mariana. 

A intenção de um tratamento de indução de ovulação não é gerar uma gravidez de mais de um filho. Durante a indução da ovulação são utilizados medicamentos que estimulam os ovários a produzirem vários óvulos maduros, em vez de apenas um, como ocorre espontaneamente em um ciclo menstrual. As chances de ocorrer uma gravidez nessas condições são maiores. 

"A paciente é acompanhada por ultrassonografia transvaginal seriada, e por meio dela o médico saberá sobre número, tamanho e evolução dos folículos (dentro de cada folículo, teoricamente, existe um óvulo), espessura e aspecto do endométrio (camada interna do útero) e a presença de muco cervical. Por isso, nessas condições pode ocorrer fecundação de mais de um óvulo. Mas esse não é o objetivo", disse a médica. 

A indução de ovulação é utilizada em várias técnicas de reprodução assistida, como relação sexual programada, inseminação intrauterina artificial e fertilização in vitro. Para que a gestão múltipla não ocorra, durante o rastreamento, se o médico identificar que houve liberação de muitos óvulos, por exemplo, ele orienta que naquele período não haja relação sexual entre o casal e o tratamento é pausado. 

"No caso da fertilização in vitro há um controle maior e, de acordo com a idade da mulher, ela pode, inclusive, escolher quantos embriões serão transferidos ao útero. A mulher ate 35 anos pode transferir dois embriões, de 36 a 39 anos, pode transferir três, aos 40 ou mais pode transferir quatro", explicou Cláudia Navarro. 

Quais cuidados devem ser tomados durante uma gestação de quíntuplos?

"É importante dizer que essa gestação é de alto risco, tanto para a mãe quanto para o filho. Em gestações múltiplas há riscos como a diabetes, pré-eclâmpsia e, principalmente, o nascimento prematuro. O acompanhamento médico deve ser constante e, geralmente, é indicado repouso. Cada caso deve ser avaliado individualmente", alertou a médica.