• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Pílula promete acabar com a ressaca. Veja como funciona!

Saúde

Pílula promete acabar com a ressaca. Veja como funciona!

Composto por vitaminas, minerais e aminoácidos, medicamento atua na desintoxicação do organismo

Foto: Divulgação / Pexel
Fórmula contém L-Cisteína , as vitaminas C e E, que também são antioxidantes e o magnésio. Foto ilustrativa. 

Dor de cabeça, vômito, enjoo, tontura, mal-estar generalizado e, principalmente, indisposição. Essas sensações são comuns para quem sofre com os incômodos da ressaca. Contudo, uma nova pilula promete acabar com o problema. Chamado de “pílula da ressaca”, o DetoxEtil conta com uma fórmula que atua na desintoxicação do organismo.

Composto por vitaminas, minerais e aminoácidos, o suplemento combate o “tripé” causador dos efeitos desagradáveis após o consumo de álcool (intoxicação, desidratação e hipoglicemia), prevenindo os sintomas da ressaca.

O tripé da ressaca

A intoxicação provocada pelo álcool atua em todas as células do organismo, provocando desequilíbrios, desidratação, náuseas, enjoo, dores de cabeça, fraqueza, indisposição, diarreia, entre outros. 

O segundo elemento negativo é a desidratação. Por inibir a produção de ADH (Hormônio Antidiurético), o álcool faz o rim aumentar a taxa de excreção de água, o que, por sua vez, intensifica a desidratação celular.

O álcool diminui os níveis de glicemia, principalmente porque as células, cuja eficácia na presença do álcool se encontra diminuída, necessitam de mais energia, e, para compensar esse processo, o corpo recorre a reservas como o glicogênio do músculo, fígado e cérebro. Quando as reservas de açúcar acabam, o próximo alvo é a gordura, aumentando os ácidos gordos livres em circulação, o que gera mais desequilíbrios no organismo. 

A pilula contribui com a desintoxicação das células, tornando-as mais eficazes e, logo, menos necessitadas de glicogênio, ajudando, portanto, a manter os níveis glicêmicos do organismo.

Adelson Araujo (criador do produto) estuda a “bioquímica da ressaca” há quatro anos, e desenvolveu a fórmula em conjunto com um bioquímico e uma farmacêutica. “Decidi criar uma solução para a ressaca porque sempre sofria muito após ir a festas e sair com amigos, ficava o dia inteiro mal e indisposto”, comenta.

O estudante explica que o maior vilão da história na verdade é a intoxicação e não a desidratação: “por isso a pessoa bebe um 'caminhão' de água, e mesmo assim, não melhora, pois a toxina resultante da metabolização do álcool, o acetadeído, é 30 vezes mais tóxica que o próprio álcool, desequilibrando todas as funções do organismo, inclusive seu metabolismo e o hormônio antidiurético, com uma consequente degradação dos nutrientes e eletrólitos”.

Klara Rahmann, nutricionista graduada pela Faculdade de Saúde Pública da USP, ressalta que os sintomas da ressaca devem ser combatidos com a reposição de água, eletrólitos e carboidratos. “Também é fundamental ativar os sistemas naturais de defesa do organismo, de modo que ele dê conta de realizar a desintoxicação. Para isso, é importantíssimo o consumo de uma mistura de nutrientes antioxidantes, como a vitamina C, o selênio e a cisteína”, observa.

Segundo a especialista, a cisteína é um aminoácido que, dentre diversas funções, “age como precursor de glutationa, um dos mais potentes antioxidantes, que ajuda a proteger o corpo contra os efeitos tóxicos do álcool”.

Entre os maiores destaques da composição da fórmula do DetoxEtil estão a L-Cisteína , as vitaminas C e E, que também são antioxidantes, e o magnésio, que é bastante degradado na ingestão do álcool e está envolvido em mais de 300 processos biológicos do organismo.

Para surtir os efeitos desejados, recomenda-se tomar uma cápsula antes e duas após o termino do consumo. Caso a ingestão de álcool se estenda durante um período muito longo, o ideal é tomar uma de duas em duas horas durante o consumo. Se no dia seguinte ainda houver resquícios de mal-estar, é possível tomar mais uma pílula (após o desjejum) para concluir a recuperação. Combinar o uso do suplemento com quantos copos de água forem possíveis antes e depois da bebedeira, além de se alimentar bem, são outros dois hábitos que afastarão as chances de incômodos.