• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Recipientes domésticos são principais criadouros do mosquito Aedes aegypti

Saúde

Recipientes domésticos são principais criadouros do mosquito Aedes aegypti

Ralos de banheiro, calhas, pratos para vasos de plantas e tonéis de água são os principais locais com foco segundo Vigilância Epidemiológica

Foto: Divulgação
Orientação é que as pessoas permaneçam realizando vistoria de suas casas. 

A Secretaria Municipal de Saúde de Linhares realizou no mês de maio o segundo Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) de 2019 e concluiu que os principais criadouros do mosquito continuam sendo recipientes domésticos: ralos de banheiro, calhas, pratos para vasos de plantas e tonéis de água. O resultado significa que a população não pode descuidar dos locais que tradicionalmente acumulam água.

O LIRAa é realizado quatro vezes por ano. O resultado apresenta a situação de risco dos bairros, divididos em estratos, com os principais criadouros encontrados. Dessa forma é possível direcionar ações específicas para obter um controle mais eficaz dos mosquitos.

Ainda segundo a pesquisa, somente neste ano Linhares já registrou 2.037 notificações de casos de dengue, sendo que 1.053 confirmações. Somente no bairro Interlagos foram 596 notificações (367 confirmações), seguido pelo Novo Horizonte com 171 notificações (108 confirmações); Canivete com 137 notificações (67 confirmações); Aviso com 119 notificações (65 confirmações), e Bebedouro com 104 notificações (60 confirmações).

"A orientação é que as pessoas permaneçam realizando vistoria de suas casas e imóveis em geral pelo menos uma vez por semana para eliminar depósitos com água parada e, assim, romper o ciclo de vida do mosquito. Além dessas ações, a Prefeitura faz o tratamento dos criadouros naturais dos mosquitos silvestres e comuns, com aplicação de larvicida biológico", disse o diretor da Vigilância Epidemiológica de Linhares, Sérgio Lubiana.

Tratamento

Os agentes de endemias da Prefeitura de Linhares realizam vistorias de rotina a cada bimestre nos imóveis e a cada 15 dias, em pontos considerados estratégicos (PE). São locais onde se concentra um grande número de criadouros em potencial, como floriculturas, oficinas, ferros-velhos, entre outros. As visitas são para controle da proliferação dos mosquitos, por meio do tratamento larvário e aplicação de inseticida perifocal.

Os agentes também realizam a avaliação das armadilhas instaladas na cidade. Como o mosquito da dengue tem hábitos domésticos e se prolifera, na maioria das vezes, dentro das residências, os moradores também podem ajudar a prevenir a dengue. Basta adotar hábitos dentro de casa, como desentupir as calhas, tampar caixas d’água, telar ralos e secar os vasinhos de plantas.

Ações

Para enfrentar esse cenário, a Vigilância Ambiental realiza várias ações de rotina, como a visita domiciliar dos agentes de endemias, que fazem tratamento e eliminação de eventuais focos e orientam os moradores sobre medidas de prevenção. Além disso, a equipe também promove ações educativas nas comunidades, unidades de saúde, escolas e locais de grande movimentação. Apenas nos primeiros meses de 2019, os agentes visitaram 93.131 mil residências e realizaram varias ações educativas em escolas, comércio e outros.