Asma: veja dicas para evitar crises com a chegada do inverno

Saúde

Asma: veja dicas para evitar crises com a chegada do inverno

Estação mais fria do ano começou nesta terça-feira (21). Com as temperaturas mais baixas, aumentam os riscos de crises entre quem sofre com o problema. Saiba como preveni-las

Foto: Divulgação

Também conhecida como “bronquite asmática” ou como “bronquite alérgica”, a asma é uma doença crônica que acomete os pulmões. Ela provoca a inflamação crônica dos brônquios (canais que levam o ar aos pulmões) que acabam estreitando o que dificulta a passagem do oxigênio. Durante uma crise, os sintomas incluem tosse, dificuldade para respirar, além de falta de ar

Com a chegada da estação mais fria do ano, o inverno, aumentam as chances das pessoas que sofrem com a doença se sentirem mal. O estudante Kaio Vinícius Araújo dos Santos, de 13 anos, foi diagnosticado com asma quando ainda era bebê. Atualmente, faz uso contínuo de uma medicação que controla a doença. "Eu uso uma bombinha de manhã e de noite, antes de dormir e ao acordar. Tem ainda uma outra bombinha que o médico me receitou para usar quando eu sentir muita falta de ar", contou. 

Foto: Divulgação

Durante entrevista ao programa Fala ES, da TV Vitória/Record TV, a pneumologista Jéssica Polesi explicou que existem duas medicações que acompanham a vida do paciente asmático. 

Uma responsável por desinflamar os pulmões, impedindo a crise, e uma outra que alivia a crise. "Boa parte das crises é em função da pessoa não estar adequadamente medicada", explicou a médica.

Os conhecimentos iniciais sobre a doença eram restritos, mas com os avanços da medicina nas últimas décadas, as causas passaram a ser melhor conhecidas, além do desenvolvimento de novos medicamentos e tratamentos. Apesar de todos os progressos, a asma ainda é uma doença bastante delicada e que pode levar à morte.

"A asma tem controle total. Com a evolução que a gente teve com uso dos corticoides inalatórios que é uma categoria de medicação anti-inflamatória, a gente deu um avanço muito grande. Eu costumo dizer que é impossível a gente ter pessoas morrendo com asma hoje, visto que a gente evoluiu tanto na medicação". A maior parte das medicações são disponibilizadas pelo SUS, destacou a pneumologista.

Dicas para evitar crises de asma durante o inverno

A poeira doméstica, formada por fibras de carpetes, cortinas, poeira de móveis estofados, de terra trazida por sapatos, de partículas trazidas pelo vento de fora da residência, além de insetos e ácaros, é considerada o principal agente desencadeador de alergia e crises asmáticas.

Com o inverno e o ar mais frio, esses agentes desencadeadores de crises podem ficar ainda mais potencializados. Por esse motivo, é importante reforçar os cuidados. "O inverno tem essas duas condições (doenças respiratórias e vírus circulando), além do fato das pessoas resolverem pegar aquele monte de cobertor guardado e que eu falo sempre que eu posso é para evitar mexer em coisa guardada", alertou Jéssica.

Manter o ambiente o mais limpo possível, contribui para evitar que a pessoa entre em contato com esses agentes. Portanto, fique atento à algumas dicas

- Beba bastante água: manter o organismo hidratado é fundamental;
- Fazer a​ higiene nasal: em caso de muita secura, um bom recurso é fazer a limpeza das narinas com solução fisiológica ao menos duas vezes ao dia;
- Troque a roupa de cama toda a semana;
- Deixe o ambiente de convívio diário, principalmente o quarto, bem limpo e arejado;
- Limpe diariamente os cômodos , com aspirador de pó (de preferência que tenha o Filtro HEPA) e pano úmido, sem produtos com cheiro forte;
- Não use vassouras ou espanadores. Eles espalham a poeira fina;
- Retire cortinas, tapetes, almofadas, bichos de pelúcia, livros das estantes, além de outros objetos que acumulam poeira facilmente.
Pontos moeda