Pesquisa indica que o home office prejudica a saúde dos olhos

Saúde

Pesquisa indica que o home office prejudica a saúde dos olhos

Pesquisa do IBGE aponta aumento do trabalho remoto na pandemia que leva à fadiga visual. Oftalmologista ensina como prevenir complicações.

Bianca Santana Vailant

Redação Folha Vitória
Foto: pexels

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Covid-19 (PNAD) do IBGE mostra que na pandemia o trabalho remoto passou de 3% para 12% entre brasileiros com carteira assinada. Muitos aprovam e até preferem a nova modalidade, mas especialistas explicam que o olho é o órgão mais afetado pelo trabalho online.

Isso porque, são bombardeados por 16,7 milhões de cores geradas pelas telas. Toda esta variação de luminosidade sobrecarrega a musculatura que regula a entrada de luz até a retina, nervo óptico e cérebro onde se formam as imagens.

“Quem permanece muitas horas realizando trabalho, reuniões ou treinamentos online, bem como enviando e-mails e mensagens no WhatsApp, tem olho seco evaporativo. Isso porque, normalmente piscamos 20 vezes/minuto. Na frente dos monitores de 6 a 7 vezes”, afirma o oftalmologista Leôncio Queiroz Neto.

Significa que a cada 20 minutos de trabalho online piscamos entre 120 e 140 vezes, enquanto normalmente piscaríamos 400 vezes. “O resultado é a fadiga visual ou síndrome da visão no computador que além do olho seco, provoca vermelhidão, visão embaçada e dor de cabeça”, disse.

Um levantamento feito por Queiroz Neto com 1,2 mil jovens e adultos com até 40 anos mostra que o desconforto atinge 75%. As telas eletrônicas dificultam manter o foco porque as imagens e textos são formados por pixels que têm o centro mais brilhante que as bordas. 

Como amenizar o desconforto?

De acordo com o oftalmologista, para diminuir o desconforto é necessário usar colírio lubrificante até 4 vezes ao dia. Se ainda assim a visão embaçada persistir, o é necessário passar por uma avaliação oftalmológica completa para checar alguma mudança no grau dos óculos ou outras alterações que interferem na lágrima. 

“Há casos em que é indicado o implante de um plugue para manter a lágrima na superfície do olho ou aplicações de luz pulsada que estimulam a produção da camada lipídica da lágrima". disse o especialista.

Entenda o que é a "síndrome da visão no computador", que cresce após os 40 anos

O oftalmologista, Leôncio Queiroz Neto, afirma que a partir dos 40 anos, 90% têm a síndrome da visão no computador. 

O aumento é causado pela presbiopia ou dificuldade de enxergar de perto, decorrente da perda de flexibilidade do cristalino para alternar a focalização das imagens próximas e distantes.

Veja abaixo as dicas do médico oftamologista para amenizar os problemas:

Aos 40 anos 

A partir desta idade, além de colírio lubrificante, é indicado o uso de óculos com lentes especiais para meia distância que melhoram o desempenho nas atividades online. 

Aos 50 anos 

O cristalino começa amarelar, e por isso menos luz azul penetra nos olhos e a visão de contraste diminui. Por isso, as telas devem ser calibradas com o máximo contraste. 

A partir dos 60 anos 

A pupila diminui, reduzindo ainda mais a luz que chega à retina e precisamos três vezes mais iluminação ambiental que uma pessoa com 20 anos.

Uso incorreto de lentes de contato traz riscos para a visão

Outro problema, segundo o especialista, é que o Conselho Brasileiro de Oftalmologia estima que, no Brasil, metade da população precisa usar óculos ou lente de contato para corrigir miopia, hipermetropia, astigmatismo ou presbiopia. 

“Desses, 8,4 milhões usam lente de contato e correm maior risco no trabalho online caso descuidem da lubrificação dos olhos”, ressalta. Isso porque o olho seco altera a textura, coloração e transparência da lente, antecipando seu vencimento. 

Ainda segundo o oftamologista, “a chance de opacificação por uma úlcera na córnea é 10 vezes maior em quem usa lente danificada”, diz Queiroz. 

Como se não bastasse, os prontuários do hospital mostram que o uso de lente vencida ou durante a noite respondem por 45% das cicatrizes e úlcera na córnea, terceira maior causa de deficiência visual no mundo.

Por isso, independente da validade indicada na embalagem, a recomendação é interromper o uso e consultar um oftalmologista ao primeiro desconforto.

Veja dicas para evitar desconforto nos olhos durante o trabalho online:

- Desvie os olhos da tela a cada 10 minutos para um ponto distante;

- Pisque voluntariamente;

- Acada 20 minutos olhe para um ponto distante por 20 segundos.;

- Posicione a tela 20 graus abaixo da linha dos olhos;

- Reduza o brilho e aumente o contraste da tela;

- Mantenha a distância de 60 cm entre a tela e os olhos;

- Evite excesso e iluminação direta.