• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Pratica de atividade física durante o lazer aumenta 24% no Brasil

  • COMPARTILHE
Saúde

Pratica de atividade física durante o lazer aumenta 24% no Brasil

Consumo de refrigerantes e bebidas açucaradas cai e consumo de frutas e hortaliças aumenta

Consumo de frutas e hortaliças aumentou 4,8% nos últimos anos. 

De acordo com uma pesquisa realizada pela Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) de 2017, do Ministério da Saúde, os brasileiros estão com hábitos mais saudáveis e a prática de atividade física no tempo de lazer aumentou 24,1% nos últimos oito anos.

Ainda de acordo com a pesquisa divulgada, apesar da obesidade e de mais da metade da população das capitais (18.9%) estarem com excesso de peso, a população está mais saudável. Os dados apontam que a prática de atividade física no tempo livre aumento 24,1% entre os anos de 2008 e 2017, já o consumo de refrigerante e bebidas açucaradas caiu 52,8% e o consumo de frutas e hortaliças cresceu 4,8% no mesmo período.

A alimentação saudável, o acompanhamento de um médico especialista em emagrecimento e exercícios físicos diários, são a chave para o sucesso de quem busca perder peso e ter qualidade de vida.

Dietas Cetogênicas e Low Carb conforme especificações do Life Coach e médico em emagrecimento, Hugo Migliorini

"Na Dieta Cetogênica priorizamos a ingestão de carnes e gorduras boas, com zero carboidrato. Estimulamos as mitocôndrias, aumentando a produção de energia e queimando mais gordura e de forma mais rápida" explica.

Já na Dieta Low Carb, "introduzimos carboidratos em horários específicos, de acordo com a rotina do paciente, além das carnes e gorduras boas, para otimizarmos o ganho muscular utilizando a insulina como aliada", completou.

Quando se tem o acompanhamento de um médico e se planeja o cardápio com antecedência, é possível escolher melhor os alimentos, privilegiando os mais saudáveis e deixando de lado os que são ultra processados e ricos em gorduras, como por exemplo o sódio e a açúcar. Ou seja, é preciso dar à preparação e ao consumo de alimentos o valor devido no dia a dia.