• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Tira-dúvidas: vacinação contra sarampo e poliomielite começa nesta segunda-feira

Saúde

Tira-dúvidas: vacinação contra sarampo e poliomielite começa nesta segunda-feira

Saiba as respostas das dúvidas mais frequentes sobre a Campanha Nacional de Vacinação Contra o sarampo e a poliomielite que irá até o dia 31 de agosto

A nova Campanha Nacional de Vacinação Contra o sarampo e poliomielite começou nesta segunda-feira (06) e vai até o dia 31 de agosto e, as dúvidas da população  a respeito das vacinas já estão surgindo. 

Quem poderá se vacinar?

No Espírito Santo, o público-alvo da campanha é de aproximadamente 201,8 mil pessoas e a vacinação será direcionada exclusivamente às crianças de 1 ano até menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias).

Exige restrição para alguma criança?

Não. Todas as crianças dentro da faixa etária da campanha devem se vacinar contra a pólio e sarampo, independente da situação vacinal.

Quantas doses da vacina estão disponíveis para o Espírito Santo?

Todos os estados do país já estão abastecidos com 871,3 mil doses da Vacina Inativada Poliomielite (VIP), 14 milhões da Vacina Oral Poliomielite (VOP) e 13,4 milhões da Tríplice viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba. Para o estado do Espírito Santo foram distribuídas 510,7 mil doses das três vacinas.

Aonde vacinar?

Nesta campanha as crianças devem ser levadas a uma unidade de saúde, mesmo as que já tenham sido vacinadas anteriormente. É fundamental que os pais apresentem o cartão de vacina para que o histórico de vacinação da criança seja verificado.  As vacinas estarão disponíveis nas 539 salas de vacinação das Unidades de Saúde em todo Espírito Santo. Aconselha-se procurar o Posto de Saúde mais próximo a residência da criança. 

Não possuo cartão de vacina da criança. O que fazer?

Caso esse documento tenha sido perdido, a criança deve ser levada para ser imunizada com a certidão de nascimento.

Por que a vacinação é exclusivamente para as crianças? As doenças não afetam os adultos?

O sarampo pode acometer qualquer faixa etária, porém têm atingindo principalmente crianças menores de 5 anos que são mais suscetíveis às doenças e suas complicações.

A coordenadora Estadual de Imunizações da Sesa, Danielle Grillo, destaca "vale ressaltar que, na criança, a doença pode ser mais grave, pois compromete o sistema imunológico. Além das complicações como infecções respiratórias (pneumonia), o sarampo também pode provocar otites, doenças diarreicas, neurológicas e levar à morte”, explicou.

O secretário de Estado da Saúde, Ricardo de Oliveira, informa que no Brasil há uma rotina de vacinação que vai de janeiro a dezembro, e que em alguns momentos é necessário realizar O Dia D da campanha, este ano ocorre em 18 de agosto (sábado). 

Segundo ele, no Espírito Santo esta campanha de vacinação será de prevenção, visto que já há registros da doença no Norte do país. “As vacinas já foram distribuídas, as equipes já foram mobilizadas e treinadas nos municípios e tenho certeza que essa mobilização vai garantir essa cobertura de vacina. Os casos da doença não ficarão restritos ao norte do Brasil e, por isso, o Ministério da Saúde está promovendo esta campanha, para evitar que a doença se espalhe”, completou.

O que é Sarampo?

É uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, grave, transmitida pela fala, por tosse e espirro, e extremamente contagiosa, mas que pode ser prevenida pela vacina. 

Quais os sintomas?

Febre alta, acima de 38,5°C; dor de cabeça; manchas vermelhas, que surgem primeiro no rosto e atrás das orelhas, e, em seguida, se espalham pelo corpo; tosse; coriza; conjuntivite; manchas brancas que aparecem na mucosa bucal conhecida como sinal de koplik, que antecede de 1 a 2 dias antes do aparecimento das manchas vermelhas.

Transmissão

A transmissão ocorre de quatro a seis dias antes e até quatro dias após o aparecimento da erupção da pele (exantema). O período de maior transmissibilidade ocorre dois dias antes e dois dias após o início do exantema. O vírus vacinal não é transmissível.

Prevenção

A vacinação contra o sarampo é a única maneira de prevenir a doença.

O que é Poliomielite?

A poliomielite, também chamada de paralisia infantil, é uma doença infectocontagiosa causada por vírus encontrado na corrente sanguínea. 

Prevenção

Para prevenir a poliomielite, as crianças devem ser vacinadas aos dois, quatro e seis meses com a vacina injetável (VIP) e depois aos 15 meses e 4 anos de idade com a vacina oral (VOP). A poliomielite está erradicada no Brasil desde 1990, mas existem casos em países da África e Ásia, por isso, é fundamental manter alta a cobertura vacinal para evitar o retorno da doença ao país.



.