• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cerca de um milhão de pessoas sofrem queimaduras por ano no Brasil

Saúde

Cerca de um milhão de pessoas sofrem queimaduras por ano no Brasil

200 mil são atendidos em serviços de emergência e 40 mil demandam hospitalização.

Foto: Divulgação
As maiores vítimas, são crianças e pessoas de baixa renda.

acordo com dados da Sociedade Brasileira de Queimaduras, cerca de um milhão de pessoas sofrem queimaduras no Brasil, a cada ano, 200 mil são atendidos em serviços de emergência e 40 mil demandam hospitalização. As maiores vítimas, segundo o Ministério da Saúde, são crianças e pessoas de baixa renda. Centros de tratamentos especializados para esse tipo de tratamento são necessários e estão espalhados por todo o Brasil.

O atendimento imediato na primeira hora após o trauma pode minimizar edemas e complicações eminentes, além de tratar a primeira maior ameaça à vida. Para poder oferecer um tratamento especializado e de qualidade, nesses casos, o Hospital Meridional, em Cariacica, acaba de inaugurar sua Unidade de Tratamento de Queimados, preparada para atender a pacientes graves, com queimaduras de segundo e terceiro graus, e comorbidades importantes.

O diretor geral do Hospital Meridional, Ivan Lima, ressalta que a urgência nesse tratamento é primordial e que lesões dessa natureza podem ter um alto grau de periculosidade, que podem atingir vários tecidos como pele, músculo e até ossos. “Diversos fatores envolvidos nas queimaduras precisam ser observados na hora da avaliação. A profundidade, extensão e localização da queimadura, a idade da vítima, a concomitância de condições agravantes e a inalação de fumaça têm de ser considerados na avaliação do queimado, entre outros”, afirma Ivan.

Conhecidas também como lesões térmicas, queimaduras não são causadas somente por calor (fogo), como é de costume associá-la. Outros fatores que podem levar a este trauma são: frio, eletricidade, produtos químicos, radiação, atrito ou fricção.

O médico também aponta para tratamentos domésticos populares que podem agravar o quadro dos pacientes, como o uso de pasta de dentes, manteiga, pó de café, clara de ovo, folha de bananeira, açúcar e outros. Ele alerta sobre a importância da procura por um especialista de imediato, já que esse tipo de substância, em contato com o local, pode piorar a lesão e retardar o tratamento e a cicatrização.

Sobre a Unidade de Tratamento de queimados do Meridional

A nova unidade do Hospital Meridional foi pensada para atender com excelência e prontidão aos casos de queimadura grave, contando com dois leitos de UTI completamente equipados com monitor multiparamétrico, respirador, bombas de infusão, cama elétrica, rede de oxigênio e ar comprimido, além de maca para banho e aparelho de anestesia dentro da sala de balneoterapia (tratamento de lesões e queimaduras por meio de banhos e desbridamentos).

A UTQ é composta por equipe multiprofissional e conta com cirurgia plástica, intensivistas, anestesistas, nutrólogos e outros, devidamente treinados para o atendimento completo, individualizado e específico para o caso de cada paciente.

Para completar o atendimento aos pacientes, o Hospital Meridional disponibiliza o serviço de Medicina Hiperbárica (oxigenioterapia em alta concentração) e sala de curativos para pacientes com lesões menores, que não se encontram internados.