• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cirurgias de face: 85,6% são em mulheres e 14,4% em homens

Saúde

Cirurgias de face: 85,6% são em mulheres e 14,4% em homens

No Espírito Santo foram realizadas 1.750 cirurgias desse tipo em 2017

Foto: Divulgação
 Face é uma das áreas do corpo em que mais se deseja realizar modificações. 

De acordo com dados da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS), em 2017, foram feitas 465.296 lifting facial (cirurgia de rejuvenescimento da face), no mundo todo. O Brasil, com 69.465, ficou atrás dos EUA que lidera o ranking com o índice de 83.572 cirurgias de face realizadas. Segundo o cirurgião plástico Ariosto Santos, no Espírito Santo, em 2017 foram feitas aproximadamente 1.750 cirurgias desse tipo.

A face é uma das áreas do corpo em que mais se deseja realizar modificações, principalmente a partir dos 45 e 50 anos, quando os sinais de envelhecimento, as mudanças hormonais, perda de elasticidade e espessura da pele, efeitos de anos de exposição excessiva a luz solar, entre outros fatores, começam a incomodar as pessoas.

De acordo com o cirurgião, é muito comum também a procura pelo Facelift por pacientes que utilizam vários recursos não invasivos, porém não conseguem os resultados que gostariam. “É uma cirurgia crescente em números, e devido ao aumento da longevidade, a necessidade de ter uma qualidade de vida entre os mais velhos, que querem se cuidar e se produzir mais, se faz muito presente”. 

Ainda segundo o cirurgião plástico, a tendência desse tipo de cirurgia é aumentar justamente por esse tipo de comportamento cultural da terceira idade, que busca cada vez ter uma aparência mais jovial. 

“Do número total de cirurgias de face realizada, 85,6% são em mulheres e 14,4% em homens. E também, sempre de maio a setembro há um incremento nesse tipo de cirurgia, pois a incidência de raios solares e o calor é menor, o que favorece a cicatrização, assim como o resultado final”, concluiu.