• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Amamentação reduz em 13% a mortalidade por causas evitáveis em menores de cinco anos

  • COMPARTILHE
Saúde

Amamentação reduz em 13% a mortalidade por causas evitáveis em menores de cinco anos

O leite materno é imprescindível para o bebê nos seis primeiros meses de vida e indicado até os dois anos de idade da criança

Amamentação também faz bem para a mãe evitando doenças como câncer de mama e diabetes tipo 2

A amamentação é imprescindível para o bebê durante os seis primeiros meses de vida. Além disso, é recomendada até os dois anos de idade da criança, com a inclusão progressiva de alimentos na dieta do bebê. Por meio do aleitamento materno é possível evitar o aparecimento de doenças, como alergias, infecções alimentares obesidade e diabetes, no futuro.

O pediatra, Severino Dantas Filho explica que nenhum outro alimento é tão importando para o bebê nos primeiros meses de vida como o leite da mãe. “O leite materno é o alimento mais genuíno que existe. Ele tem absolutamente todos os componentes necessários para o bom desenvolvimento de uma criança. Quando a mãe não consegue produzir leite suficiente, é importante ir aos bancos de leite para alimentar o bebê", comentou.

A doação de leite é importante durante todo o ano, não apenas no mês do aleitamento materno (agosto), por isso Dantas explica que é necessário estender o "apelo" para as doadoras. "Doar não reduz a produção de leite, e sim estimula. E um só frasco pode salvar a vida de vários recém-nascidos”, explica o pediatra.

Segundo o Ministério da Saúde, a amamentação contribui para a redução de até 13% na mortalidade por causas evitáveis em menores de 5 anos. Além disso, a prática também é boa para as mães, pois tem um efeito benéfico sobre a saúde feminina, ajudando na proteção contra a diabetes tipo dois após a gravidez, redução da depressão pós-parto e redução de riscos de desenvolvimento de câncer de mama e de ovário.

Projeto Alimentando Vidas

Para aumentar o número de doadoras e facilitar a doação de leite materno, está em funcionamento desde o início de 2018 o projeto Alimentando Vidas, uma realização do Banco de Leite da Santa Casa e da Pró-Matre em parceria com a Associação dos Comerciantes da Vila Rubim.

A ideia do projeto é buscar o leite coletado na casa dessa doadora. A mãe é orientada sobre como fazer uma coleta correta e segura. Ela recebe os frascos, faz a coleta e, posteriormente, um veículo a serviço do hospital vai até a casa da doadora e busca a doação. Atualmente, o estoque do banco de leite da maternidade está praticamente vazio, e conta com a colaboração de apenas uma doadora.

Para fazer o agendamento, basta ligar para os números 3232-0020 ou 3212-7246.