• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Catarata é a doença ocular que mais cresce no Brasil por causa do envelhecimento da população

Saúde

Catarata é a doença ocular que mais cresce no Brasil por causa do envelhecimento da população

Único tratamento efetivo para catarata, vem ganhando cada vez mais precisão

Foto: Divulgação

A doença ocular que mais cresce no Brasil por conta do envelhecimento da população é a catarata, que é a opacificação do cristalino do olho. Apontada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como a maior causa global de cegueira tratável, tem prevalência crescente no Brasil devido ao rápido envelhecimento da população. 

Um levantamento realizado pelo oftalmologista Leôncio Queiroz Neto nos prontuários do Instituto Penido Burnier mostram que de 1,1 pacientes com idade de 60 a 75 anos e indicação para operar catarata, 38% também têm astigmatismo. 

O médico explica que isso acontece por causa do maior peso das pálpebras conforme envelhecemos, pequenos traumas no decorrer da vida causados pelo hábito de coçar os olhos e aumento dos processos inflamatórios.

Mais precisão

A boa notícia é que a cirurgia, único tratamento efetivo para catarata, vem ganhando cada vez mais precisão. Segundo o oftalmologista, a cirurgia de catarata corrige a visão para todas as distâncias de quem tem astigmatismo com o implante de lentes multifocais tóricas. “Hoje a cirurgia também conta com um sistema que permite a portabilidade dos dados do pré-operatório para os equipamentos do centro cirúrgico”, salienta. Os resultados das cirurgias feitas com esta tecnologia superaram as expectativas dos pacientes. "Um dia após a operação, todos apresentam visão completamente nítida e conseguem ler as minúsculas letras de bulas sem óculos, inclusive uma paciente que antes da cirurgia tinha um astigmatismo bastante importante", conta gratificado.

Como funciona

Queiroz Neto explica que isso acontece porque o sistema faz uma verdadeira impressão digital do olho que inclui medidas da curvatura, espessura e superfície da córnea, tamanho da pupila, além de uma imagem do globo ocular com características da íris (parte colorida do olho) e vasos sanguíneos. que influem na visão. O envelhecimento, afirma, aumenta as aberrações ópticas, imperfeições que interferem na visão, independente do grau. Por isso, o pré-operatório também inclui a aberrometria ou análise de frente de onda que faz o diagnóstico dessas imperfeições. O médico ressalta que o exame é importante na escolha do tipo de lente a ser implantado. Isso porque, guia o cirurgião durante o procedimento. Todas estas informações são transferidas digitalmente para o microscópio no centro cirúrgico, auxiliando na centragem e posicionamento da lente intraocular.