Primavera | Veja a importância da hidratação na nova estação

Saúde

Primavera | Veja a importância da hidratação na nova estação

A estação que transita entre o inverno e o verão, promove diversas alterações no organismo, principalmente para quem tem doenças respiratórias

Foto: Divulgação / Pexel

Com o tempo mais quente e seco, a primavera promove diversas alterações no nosso organismo. De acordo com os especialistas, quem mais sofre são aqueles  que tem doenças respiratórias, como asma, e ainda alergias como rinites e sinusites.

De acordo com a endocrinologista e especialista em Medicina Esportiva, Gisele Lorenzoni, é preciso hidratar-se. “Beba muita água, durante todo o dia, principalmente por conta do clima”, afirma. 

Gisele explica que além de sintomas físicos como dores de cabeça e cansaço, a falta de hidratação pode, inclusive, influenciar no apetite. “É muito comum neste período dores de cabeça, fome e cansaço que são ocasionados pelo clima e pela falta de hidratar-se neste período”, destaca a endocrinologista. 

“Muitos pacientes comentam que se esquecem de beber água ou que não tem sede. Não deixe a vontade de beber água aparecer para tomá-la. Siga uma regra, tenha uma garrafinha sempre com você, e principalmente quando estiver fazendo exercício não deixe de se hidratar”, recomenda a endocrinologista.

A importância da hidratação para o corpo passa por diversos fatores como relata a médica: 

- lubrifica nossa boca, garganta e demais partes do sistema respiratório; 

- auxilia nas reações químicas que produzem a energia para as células; 

- produz saliva para ajudar na conclusão da digestão; 

- mantém a temperatura do nosso corpo estável; 

- permite a circulação adequada do sangue.

Além da hidratação, a especialista sugere que em dias mais quentes neste período, é importante procurar sempre lugares arejados, além de evitar exposição ao sol em horários inadequados. 

“Caso não seja possível por conta de estar na rua a trabalho ou outros compromissos, tente se hidratar, para evitar o cansaço e outros malefícios para a saúde”, afirma.