Covid-19: pacientes podem ter problemas nos pulmões mesmo após a doença. Entenda!

CORONAVÍRUS

Saúde

Covid-19: pacientes podem ter problemas nos pulmões mesmo após a doença. Entenda!

Tal problema tem sido chamado por médicos de Síndrome Inflamatória Pós-Covid-19 e é provocado pelo organismo durante o combate ao coronavírus

Foto: Divulgação

Os danos sofridos pelo organismo no combate à covid-19 podem levar a uma série de problemas nos pulmões e em outros órgãos do corpo humano, mesmo depois de os pacientes vencerem a doença. Tal problema tem sido chamado por médicos de Síndrome Inflamatória Pós-Covid-19.

Segundo a médica pneumologista Ciléia Martins, trata-se de danos nos micro e pequenos vasos, que dificultam a passagem do sangue, provocando trombose venosa. "Quando o covid entra no seu organismo, ele te provoca uma reação imunológica. Então ele vai tentar matar o covid. Ao fazer isso, saem várias células inflamatórias de dentro de você. Ele consegue matar o covid, mas ele também te machuca, e esse machucado é terrível. Ele vai fazer como se 'mordesse' seus vasos, e faz seus vasos ficarem inchados, ficarem com um calibre menor. Então aquele sangue que passava antes com aquela força bem alta, com velocidade elevada, passará a passar bem lento", explicou.

A pneumologista destaca ainda que os trombos podem se espalhar pelo organismo. Além dos pulmões, outros órgãos e músculos podem ser afetados, o que, segundo ela, pode ocorrer enquanto ainda há sintomas da covid-19 ou até meses depois. 

"Um mês, dois após o covid, alguém te abraça e você sente dor, você sente dor no peito, a sua pressão sobe e desce. Pode ocorrer um AVC, um infarto, uma angina. Se ele fizer um AVC, dependendo da quantidade de trombo que ele venha a soltar, e chegar a parar em alguns lugares, principalmente na região do cérebro ou do coração, ele pode ter um infarto fulminante", alertou.

Segundo a médica, o tratamento e a prevenção ao problema são feitos com medicamentos anticoagulantes, que são remédios que combatem a formação dos temidos trombos. 

Presidente da Sociedade Brasileira de Pneumologia do Espírito Santo, Dra. Ciléia conta que percebeu um aumento na procura por médicos da especialidade. Segundo ela, 60% dos pacientes que têm atendido reclamam de problemas pós-covid-19. A maior parte desses pacientes é composta por jovens.

"O jovem é uma pessoa que tem uma imunidade que ele acha que é boa, mas, na verdade, não é. Porque ele às vezes bebe, fuma, às vezes ele tem uma vida um pouco irregular, não dorme bem, vive sob condições de estresse, por causa de trabalho e estudo. Então isso já faz com que sua imunidade fique mais baixa. E quando tem o covid, vem uma reação muito mais agressiva do que a gente possa imaginar", ressaltou.

Com informações da repórter Fernanda Batista, da TV Vitória/Record TV