Vacinas da Janssen devem chegar no ES neste fim de semana

Saúde

Vacinas da Janssen devem chegar no ES neste fim de semana

Entenda como será feita a imunização com a segunda dose nos capixabas que receberam a dose única contra covid-19 da Janssen

Foto: Divulgação/ Sesa

Mais de 4 milhões de brasileiros se vacinaram com o imunizante da Janssen contra covid-19. No Espírito Santo, segundo dados do Painel Covid-19, 104.900 pessoas receberam a dose única e estão aptos a receber a segunda dose. 

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), o governo do Espírito Santo vai seguir a recomendação do Ministério da Saúde e aplicar a segunda dose da vacina da Janssen naqueles que receberam a dose única do imunizante 

Ainda segundo a Sesa, a previsão é de que uma nova remessa dessas vacinas seja encaminhada ao Espírito Santo neste final desta semana

Entenda como vai funcionar a imunização para os capixabas que receberam a vacina da Janssen

No dia 25 de novembro, o Ministério da Saúde divulgou uma nota técnica orientando que os 4 milhões de brasileiros que se vacinaram com o imunizante da Janssen tomem uma dose de reforço, entre dois e seis meses após a primeira aplicação.

Veja no esquema abaixo como será feita a imunização do grupo que recebeu a vacina da Janssen no Espírito Santo, de acordo com a Sesa:

Pessoas que receberam a 1ª dose da Janssen: quem recebeu a primeira dose da Janssen, vai receber a dose de reforço do mesmo imunizante.

Gestantes e puérperas: no caso de mulheres grávidas ou que deram à luz a até 45 dias, a dose de reforço será aplicada com o imunizante da Pfizer.

Pessoas que receberam a 1ª dose da Janssen e 2ª dose da Pfizer: nesses casos o esquema vacinal será considerado encerrado.

Aplicação de 2ª dose da Janssen foi baseada em pesquisas científicas

Segundo a nota do Ministério da Saúde, a orientação para a aplicação da segunda dose da Janssen foi baseada em estudos científicos, que mostram um aumento significativo na imunidade após a aplicação de mais uma dose da vacina, principalmente com intervalo mais longo, de seis meses.

Se a dose de reforço for aplicada com um intervalo de seis meses, os níveis de anticorpos aumentam nove vezes após uma semana com a imunização da Janssen. Esse índice segue aumentando em até 12 vezes quatro semanas após a aplicação do reforço.

A nota técnica citou uma pesquisa norte-americana que demonstrou que a dose de reforço, quando aplicada com um intervalo mínimo de dois meses, fornece até 94% de proteção contra a covid-19.

Com dose única do imunizante, o índice é de 75%. O estudo também demonstrou que os níveis de anticorpos aumentaram de quatro a seis vezes com a dose de reforço.

Os resultados embasaram o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, em inglês) a também recomendar a dose de reforço da Janssen.

Com informações da Agência Brasil