Flacidez corporal: entenda os diferentes tipos e o como a estética pode te auxiliar

Foto de Dr. Murilo Fanchiotti
Dr. Murilo Fanchiotti

A função primordial do colágeno é dar sustentação à pele. O colágeno é o que faz sua pele possuir elasticidade, brilho, firmeza e hidratação. Até certa idade, nosso corpo produz a quantidade correta, mas com o passar dos anos, a produção diminui e aparecem as linhas de expressão e rugas.

Principalmente após os 40 anos (e mais ainda com exposição ao sol, estresse, cigarro e alimentação desbalanceada) nossa produção da proteína cai consideravelmente. E é aí que aparecem as rugas, flacidez e tudo que sabemos ser inerente ao processo de envelhecimento.

A flacidez corporal ocorre pela perda de tônus da musculatura ou ainda pela depleção progressiva das proteínas de função estrutural da pele. Assim, é importante distinguir o tipo de flacidez para definirmos a melhor estratégia de tratamento. Há a flacidez tissular ou cutânea (que afeta a pele) e a flacidez muscular.

Mas temos como dar uma força para o nosso corpo dar um “up” no tônus, repondo colágeno perdido e/ou estimulando nossa musculatura.

Para reverter a flacidez muscular, há a Intradermoterapia de alta performance, que visa o ganho de massa magra, com aplicação de ativos, como o BCAA, composto pelos aminoácidos leucina, isoleucina e valina, que são importantes para o crescimento e desenvolvimento muscular. Além disso, tem-se a opção da eletroterapia, com o equipamento de corrente russa, que promove contrações sequenciais no músculo, gerando uma tensão máxima, que culmina com melhoria do tônus, definição e hipertrofia.

Para reverter a flacidez tissular, é possível realizar um tratamento com bioestimuladores de colágeno, que são substâncias biocompatíveis e biorreabsorvíveis injetadas na região de queixa. O objetivo do bioestimulador é produzir uma reação inflamatória controlada, capaz de estimular o aumento da produção das fibras de colágeno.


Tratam-se de ativos que estimulam a produção de colágeno e promovem um efeito rejuvenescedor, com resultado natural e progressivo. Atuam como uma verdadeira poupança dessa proteína, prevenindo e revertendo os sinais do envelhecimento da pele.

São agentes poderosos no combate à flacidez, podendo ser utilizados no rosto, mas também no colo, pescoço, mãos, pernas e glúteos! São uma ótima opção para flacidez pós-gestação e após perdas de peso.

O tratamento é injetável, através de cânulas, com aplicação sob a pele. A substância é depositada e então estimula a produção de colágeno pelo próprio organismo. Estudos científicos, indicam que o colágeno produzido permanece no organismo por até 25 meses.

Atualmente, existem diferentes marcas e moléculas disponíveis de bioestimuladores, sendo Sculptra e Elleva (Ácido poli L-láctico), Radiesse e Diamond (hidroxiapatita de cálcio), e Ellanse (Policaprolactona) os mais notáveis.

Pode-se também empregar a eletroterapia, realizada com diferentes aparelhos e tecnologias que geram ondas que atuam na pele, o que induz estímulo de colágeno por ativação dos fibroblastos.

Mas atenção, apesar de toda tecnologia, e das variadas opções de protocolos estéticos, a atividade física, aliada à dieta equilibrada e bons hábitos são indispensáveis para se alcancem bons resultados. E uma avaliação por um profissional habilitado é indispensável, para definir o melhor ativo para cada caso, além de estimar o número de sessões, para que se alcancem resultados naturais, e com segurança.

Foto de Dr. Murilo Fanchiotti

Dr. Murilo Fanchiotti

Dr. Murilo Fanchiotti é Farmacêutico-Bioquímico, especialista em estética avançada (harmonização facial e corporal), com mestrado em Biotecnologia.