• Geral

Fritura na Carne

Após o grampo revelado na Operação Carne Fraca, o ministro da Justiça, Osmar Serraglio – flagrado como deputado federal em lobby para um frigorífico – não apita mais nada na cúpula da Polícia Federal. O diretor-geral, Leandro Daiello, sai se quiser – e quando quiser. E ainda terá poder de fazer seu sucessor – e não acatar um nome de Serraglio ou do Palácio do Planalto. Foi recado Quando tomou posse, ... leia mais
  • Geral

Tudo em casa

Permanece há um ano numa gaveta do Conselho Nacional de Justiça um Pedido de Providências feito pelo Ministério Público. A ação, apresentada pela ex-conselheira do colegiado Luíza Frischeisen, então representante do MP, envolve poderosos da Justiça e suposto favorecimento a filho de desembargador transferido da região Norte para Brasília, onde os pais moram. A previsão era de que o julgamento da ação ... leia mais
  • Geral

Serraglio no Senado

O novo ministro da Justiça que toma posse hoje, Osmar Serraglio (PMDB-PR), vai ter um trabalho paralelo imediato no campo político. Quer tomar o campo eleitoral do rival Roberto Requião, senador pelo Paraná. Serraglio pretende se lançar ao Senado na eleição do ano que vem, quando abrem-se duas vagas por Estado. O ministério será sua vitrine. Por isso investirá forte numa pauta na pasta que marque sua ... leia mais
  • Geral

Dinheiro na praça

Com a economia respirando – mas ainda longe do ideal – o Governo prepara o lançamento por Medida Provisória do ‘Microcrédito Orientado’, com fomento e vinculação a bancos oficiais. Objetivo é turbinar o comércio e setor de serviços. Um grupo de empresários e comitês interministeriais esboça a proposta, autorizada pelo presidente Michel Temer. O ex-deputado Sandro Mabel está à frente do programa. O ... leia mais
  • Geral

Autofagia

Que credibilidade passa ao mercado uma empresa, estatal ou privada, cujo presidente foi alvo da Polícia Federal com busca e apreensão de documentos na própria sede? Essa é a pergunta lançada por deputados do PMDB ao presidente Michel Temer. Eles cobram a demissão de Márcio Lobão, presidente da BrasilCap, do Banco do Brasil. O que conota ser uma justificativa para a sociedade é apenas autofagia. A vaga ... leia mais
  • Geral

Além do salário

Os policiais militares grevistas do Espírito Santo exigiram a inclusão de um parágrafo – e conseguiram – na carta de acordo com o Governo do Estado, na reunião da sexta à noite, que pode abrir um precedente perigoso para embate entre as forças policiais. O conteúdo indica que há algo mais sério na demanda além da valorização salarial. O Item 5 da carta à que a Coluna teve acesso prevê que em 90 dias o ... leia mais
  • Geral

‘Lava Jato’ em Vitória

A Polícia Federal no Espírito Santo não ficou passiva diante da onda de violência que se iniciou na grande Vitória. Mexeu nas cadeiras para cercar a bandidagem, e com gente experiente. Ex-coordenador da Lava Jato, delegado Marcio Anselmo será Corregedor da PF no Estado, onde Luciano Flores (o que conduziu Lula coercitivamente) já é o chefe regional há alguns meses. Anselmo, que foi chefão da Lava Jato ... leia mais
  • Geral

Duas aproximações e o acidente

O piloto Osmar Rodrigues fez duas aproximações com o avião Beechcraft C90GT King Air no aeroporto de Paraty, segundo relatam pilotos que tiveram acessos a detalhes. Ele deu uma volta sobre a cidade e se aproximou com a chuva mais forte e bem mais baixo, quando aconteceu o acidente que o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos investiga. Pilotos experientes que operam na área ... leia mais
  • Geral

Telefone seguro

A cúpula do Governo está em silêncio após a operação da Polícia Federal que fez uma devassa na casa do ex-ministro Geddel Vieira Lima, em Salvador, mas ministros palacianos têm conversado diariamente – até no fim de semana – pelos telefones seguros com sistema de criptografia da Abin. Estão em alerta com as investigações que podem chegar ao Fundo de Investimento do FGTS administrado pela Caixa ... leia mais
  • Geral

A batalha previdenciária no Congresso

A base do governo tem certeza que, apesar das resistências, conseguirá aos trancos e barrancos aprovar a reforma previdenciária. Na Câmara, a proposta estaria aprovada até março. No Senado, em junho. A questão não se resume a um calendário palaciano. A oposição deu início ao mapeamento de dissidentes da base aliada do presidente Michel Temer. A primeira ideia é reunir parlamentares suficientes para ... leia mais