• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Leilão de energia Nova A-6 movimenta R$ 23,670 bilhões, aponta CCEE

  • COMPARTILHE
Economia

Leilão de energia Nova A-6 movimenta R$ 23,670 bilhões, aponta CCEE

O leilão de Energia Nova A-6, operacionalizado entre o meio da tarde e o início da noite de hoje pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), foi encerrado na noite desta sexta-feira, 31, após três horas e quarenta e um minutos de negociações, movimentando um total de R$ 23,670 bilhões, com a contratação de 168,033 mil gigawatts-hora (GWh), ao preço médio de R$ 140,87 por megawatt-hora (MWh). Tal preço representou um deságio médio de 46,89%, ou uma economia de R$ 20,89 bilhões.

Um total de 62 empreendimentos das fontes hídrica, eólica e térmica foram contratados, somando 2.100 MW de potência, ou 1.228 MW médios de garantia física. Segundo dados divulgados pela CCEE, tais projetos consumirão um total de R$ 7,684 bilhões em investimentos.

Como esperado, a fonte eólica foi a que mais vendeu energia. Um total de 48 projetos, que somam 1.250,7 MW de capacidade ou 658,6 MW médios de garantia física comercializaram 73,651 mil GWh, do total comercializado, a um preço médio de R$ 90,45/MWh, com usinas contratadas entre R$ 79/MWh e 94,33/MWh.

Na fonte hídrica, foram contratados 11 projetos, entre usinas hidrelétricas, pequenas centrais hidrelétricas (PCHs) e Centrais de Geração Hidrelétrica (CGH), com capacidade de 457,76 MW e garantia física de 232 MW médios, somando 467 MW de capacidade, ou 232,59 MW mégios de garantia física, que comercializaram com volume de 20,697 mil GWh, a preços que variaram entre R$ 151,68/MWh, para o caso da usina hidrelétrica, chegando à média de R$ 195/MWh para as CGHs.

Na fonte térmica, três projetos comercializaram energia, incluindo duas usinas a biomassa e uma usina a gás natural, que juntas somam 391 MW de potência ou 337,4 MW médios de garantia física. Estes empreendimentos venderam 73,684 mil GWh, a preços que variaram entre R$ 175,59/MWh, na média para as térmicas a biomassa, e R$ 179,88/MWh para a energia a partir da térmica a gás.