• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Agência de Felipe Neto aposta em games no seu novo canal no YouTube

  • COMPARTILHE
Entretenimento

Agência de Felipe Neto aposta em games no seu novo canal no YouTube

Com mais de 24 milhões de inscritos no YouTube, Felipe Neto é um fenômeno de audiência que transcendeu a internet e arrasta multidões de fãs para apresentações ao vivo pelo Brasil. Os vídeos e temas que o youtuber trata no seu canal são variados, desde situações cotidianas da sua rotina até curiosidades da web. Agora, ele quer entrar no mundo dos games.

Pensando nisso, Neto vai participar do canal Final Level, um projeto multimídia da agência que é sócio, a Take4 Content, com a Go4it, empresa especializada no segmento dos eSports. "Podemos dizer que mais do que um segmento, games são cultura. Algo muito presente no dia a dia das pessoas, parte do estilo de vida delas", diz Fernanda Lobão, diretora de planejamento e projetos proprietários da Go4it. "Com o Final Level vamos oferecer entretenimento puro aos fãs de games. Vamos viver histórias reais juntando alguns dos influenciadores mais queridos do País. Identificação, empatia e acima de tudo, diversão, são a essência desta nova plataforma de conteúdo", continua.

"Estamos entrando no mercado num momento único. Comparo com a invenção da televisão ou do cinema. Os meios digitais deram a chance de pessoas e empresas se tornarem canais relevantes de comunicação. Eles permitem, atualmente, que as marcas contem suas próprias histórias de maneira orgânica. Se audiência é o que mais se busca, hoje em dia, o fato de termos no projeto influenciadores que passam de 3 bilhões de visualizações por ano é algo bem poderoso", completa João Pedro Paes Leme, CEO da Take4 Content.

O Final Level terá três pilares de atuação, sendo o principal deles a Gameland, uma mansão na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, local onde quatro youtubers irão morar durante um ano para a criação de conteúdo diário: Bruno Oliveira, do canal PlayHard, Sérvulo Júnior, conhecido como sheviii2k, Gabriel Neto, o Robin Hood Gamer, e Caio Pericinoto.

Juntos eles têm quase 15 milhões de inscritos nos seus canais no YouTube e querem usar essa força para alavancar o projeto Final Level, que conseguiu quase 300 mil inscritos só no lançamento do canal, quando nenhum vídeo ainda havia sido postado. Enquanto Bruno, Sérvulo e Gabriel são conhecidos por fazer conteúdo sobre games nos seus canais individuais, Caio foi trazido para fazer brincadeiras na casa e dar uma veia de entretenimento para o projeto.

Em entrevista ao E+, Bruno e Caio afirmam que a Gameland não é um reality show, eles não ficam trancados na casa e enxergam mais como uma espécie de coworking. "Não é um reality show, não ficamos trancados 24 horas por dia na casa. A gente pode sair, viajar nos fins de semana, vida normal, mas no dia a dia trouxemos nossas coisas, estamos dormindo e morando aqui e a produção do conteúdo é toda feita na casa", explica Bruno.

"A gente tá gravando aqui há um tempo já, uns 14 dias mais ou menos, e nesse primeiro momento tá sendo um período de adaptação tanto da gente quanto do pessoal da produção, então estamos criando conteúdo adiantado para poder ter o lançamento do canal e a gente ter já bastante coisa para colocar lá", continua o dono do canal PlayHard.

"Eu vim antes de todo mundo, há três meses, pra morar no Rio, me adaptar e gravar pro meu canal e comecei a ajudar o processo desde o começo. Fui entendendo essa parte de produção, tentando ajudá-los com a linguagem da internet e, nessas duas semanas para cá que nos mudamos para a Gameland, tá sendo bem legal a dinâmica das gravações, a adaptação com o pessoal. Nós não nos conhecíamos. É uma troca, eu venho de uma parte que é mais entretenimento e comédia com o pessoal que é de games e tá sendo uma adaptação legal porque é uma linguagem e variedade legal", comenta Pericinoto.

Apesar de já terem bases consolidadas de inscritos no YouTube e fãs fiéis que consomem seus conteúdos, os dois são firmes ao dizer que a oportunidade de trabalhar em um projeto desse tamanho era impossível de ser recusada por tudo o que o Final Level traz: desde uma estrutura profissional até a possibilidade de uma expansão do conteúdo que os youtubers produzem nos seus canais próprios.

Profissionalismo

"Desde a primeira reunião o que me impressionou foi a estrutura, o profissionalismo dessas agências inseridas no mercado, já entendendo sobre a plataforma digital, ser uma coisa mais pensada e quando me mostraram o projeto isso me atraiu bastante. Também teve o lado do desafio, sair da minha zona de conforto, pra me enriquecer e usar essas experiências no meu próprio canal", explica Caio.

"O meu conteúdo é basicamente de gameplay de jogos de celular, uma coisa bem padrão. Quando eles trouxeram a ideia, percebi que era a oportunidade de expandir e até mesmo mudar um pouco o que eu faço no meu canal e, com isso, atingir um novo público. A estrutura também me atraiu porque as agências têm os contatos das marcas e eles sabem fazer a coisa funcionar, pra mim será muito útil isso", se anima Bruno.

Além da Gameland, o Final Level também vai contar com o The Final Level Show, um programa em auditório para 60 pessoas que contará com Felipe Neto e Bruno Correa como apresentadores. Ao contrário do conteúdo gerado pelos youtubers, que será diário, esse programa será dividido em temporadas de três meses com 14 episódios semanais repletos de desafios, quadros e convidados especiais.

O terceiro quadro de lançamento do Final Level será o Game da Vida Real, em que cenas de jogos famosos serão reproduzidas, fora do ambiente virtual, pelos gamers e por atores contratados. Caio Pericinoto explica que chegou antes ao Rio para gravar esse quadro. "Vai ter um dia que terá o quadro 'Game da Vida Real', que são vídeos com os personagens de games na vida real, Kratos do God of War na academia e coisas do tipo", explicou.