• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Um dos produtores do Seakret contou para a gente como foi fazer o clipe de Perdendo A Mão

  • COMPARTILHE
Entretenimento

Um dos produtores do Seakret contou para a gente como foi fazer o clipe de Perdendo A Mão

É hoje! O clipe musical de Perdendo A Mão, parceria entre Anitta, Jojo Todynho e os meninos do Seakret, Pedro Dash e Dan Valbusa, será lançado neste início de feriadão, já para embalar a trilha sonora do fim de semana. Em entrevista, Pedro contou tudo sobre o single: como foi o processo criativo da canção, o que rolou nos bastidores do clipe e como Anitta é por trás das câmeras. Ficou curioso? Então leia a seguir:

Para quem ainda não conhece o Seakret, como você descreveria o projeto, em poucas palavras?

Eu e o Danilo somos produtores musicais. Montamos o Seakret há dois anos e começamos a levar mesmo a sério com um pouco mais de um ano. Produzimos vários artistas no nosso dia a dia, e nos intervalos começamos a fazer música para a gente. E então resolvemos montar o nosso projeto como artistas.

Como foi todo o processo de Perdendo A Mão? Foram vocês que foram até a Anitta com a música, né?

Eu fiz essa música em uma madrugada e não tinha nada a ver com o que ela virou agora - mas mantivemos alguns elementos. No dia seguinte mostrei para o Danilo, ele curtiu e terminamos. Achamos que estava a cara dela [Anitta], em questão de melodia e tal. Mandamos para ela e ela pirou. Fez a letra em 20 minutos. Ela que deu a ideia do clipe, agilizou a produção toda. Foi um período de cinco dias entre a gente mostrar a música, ter a música pronta e o clipe filmado. Foi bem rápido.

Certa vez, o Thiago [Magalhães, marido da Anitta], disse que ela é mais empresária do que cantora. Você sentiu essa vibe quando encontraram com ela?

Eu sei que ela é uma grande empreendedora que aproveita muito bem o tempo dela. Ela faz muita coisa ao mesmo tempo, mas consegue fazer tudo muito bem feito. Não sei se ela é mais empresária ou menos, mas com certeza ela é uma grande empresária.

Você tem alguma história curiosa ou engraçada dos bastidores do clipe?

Acho que tudo foi engraçado. O clipe parece que simula uma festa, mas foi uma festa mesmo. Quando chegamos lá, os amigos dela já estavam fazendo um churrasco. Eu e o Danilo nos enturmamos já de cara. Acabamos bebendo até um pouco mais do que devíamos. Mas tudo bem positivo. A Anitta em si é uma pessoa divertida, a Jojo [Todynho] é muito engraçada. Os amigos da Anitta nos deixaram em casa. Foi realmente uma festa.

E sobre Honório Gurgel, tem algo para contar?

Toda a galera de Honório Gurgel nos recebeu muito bem. Não conhecemos o lugar inteiro. Mas acho muito legal esse carinho que a Anitta tem pelo lugar. É um lugar muito legal de viver, vendo o tanto que ela gosta de lá.

O diferencial de vocês é, justamente, estar à frente dos projetos, não é?

Acredito que sim. A gente tem essa veia artística. Gostamos de participar de todos os momentos do projeto, e gostamos também de nos apresentarmos, tocarmos ao vivo. Por isso que surgiu a ideia do Seakret. É uma necessidade de expressão que temos desde sempre. Tivemos bandas desde os 14, 15 anos. Não juntos, porque nos encontramos em 2008/2009, que foi quando tocamos no Cine. Mas sempre tivemos essa veia de performance também. Acaba juntando tudo: tanto a produção de outros artistas, como a nossa.

Recentemente, rolou uma polêmica com alguns áudios da Anitta. Para você, como ela é profissionalmente?

Ela é profissional. Ela é bem direta e bem prática, porque ela faz muita coisa e tudo bem feito. Acho que o mais importante, é que ela é muito autêntica. Tanto trabalhando, tanto como pessoa, como artista, empresária, família... E esse áudio aí que rolou eu acho que só mostra a autenticidade dela. Fizemos outra música dela também, que eu ainda não posso falar sobre, mas está bem bacana. E ela é isso aí que todo mundo sabe: uma pessoa autêntica que, com a sua relevância, a galera acaba caindo muito em qualquer coisa que ela fala. Mas acho que ela lida com isso tudo bem.

E quais são os próximos projetos?

Temos bastante música pronta e bastante música sendo finalizada. Temos várias parcerias, música nova com o Jão, com o Tropkillaz, Luccas Carlos, umas parcerias gringas. Tem muita coisa rolando, a gente nunca para de fazer música. Então lançamento não vai faltar.