• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Brasileira Duda é eleita a melhor jogadora de vôlei de praia da temporada

  • COMPARTILHE
Esportes

Brasileira Duda é eleita a melhor jogadora de vôlei de praia da temporada

As brasileiras dominaram a lista das melhores jogadoras de vôlei de praia da temporada, segundo premiação divulgada pela Federação Internacional de Voleibol (FIVB) nesta terça-feira. Duda e Ágatha, campeãs do Circuito Mundial, encerrado há duas semanas, foram as principais premiadas. A sergipana Duda, de 20 anos, foi eleita a melhor jogadora do mundo na temporada.

Duda se tornou a mais jovem a levar tal prêmio. Trata-se da sexta vez desde 2005, quando o prêmio foi criado, que uma brasileira foi eleita a melhor do mundo. Ela, que já havia sido eleita a nova da temporada em 2016, também levou os prêmios de "Melhor Jogadora Ofensiva" e "Melhor Ataque". Ágatha, por sua vez, foi premiada nas categorias "Mais Inspiradora" e "Esportista do Ano".

As honrarias coroaram uma grande temporada da dupla, campeã também do World Tour Finals, a etapa mais importante do calendário. "Eu estou arrepiada. Passa um filme na cabeça. Estou muito feliz por esse reconhecimento. Só seria possível com o apoio da Ágatha, da nossa comissão técnica, e da minha mãe (Cida Lisboa), minha maior incentivadora e primeira treinadora. O principal foi acreditar sempre, saber que trabalhando, nada é impossível", comemorou Duda.

A jogadora lembrou das dificuldades que passou antes de brilhar no Circuito Mundial. "Mudei de São Cristóvão (SE) para o Rio de Janeiro (RJ) muito jovem, são cidades completamente diferentes, e tudo isso valeu demais. Motiva ainda mais para buscar os próximos objetivos", declarou.

Medalhista de prata nos Jogos Olímpicos do Rio-2016 ao lado de Bárbara, Ágatha também festejou os feitos. "Durante toda minha carreira, sempre busquei ter uma relação legal com as outras atletas, árbitros. Sabemos quanto é difícil ser um jogador de alto nível, como precisamos nos dedicar e abdicar de muitas coisas. Por isso, faço muita festa no pódio, brinco com as meninas mais novas, tendo transmitir a elas quão importante é aproveitar esse momento da conquista, das medalhas", diz a atleta de 35 anos, que já foi campeã mundial.

Para definir as premiadas, a FIVB contou com votos de atletas, árbitros, técnicos e delegados oficiais. Também foram premiadas as canadenses Brandie Wilkerson (Melhor Bloqueio), Heather Bansley (Melhor Jogadora Defensiva) e Melissa Humana-Paredes (Melhor Levantamento), as australianas Artacho del Solar (Jogadora que Mais Evoluiu) e Taliqua Clancy (Melhor Saque), a letã Tina Graudina e a russa Svetlana Kholomina (Melhores Novatas).