• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Criciúma bate o líder Fortaleza e quebra jejum em casa na Série B

  • COMPARTILHE
Esportes

Criciúma bate o líder Fortaleza e quebra jejum em casa na Série B

Depois de três empates seguidos em casa e de 40 dias sem comemorar uma vitória diante de sua torcida, o Criciúma bateu o Fortaleza por 2 a 0, neste sábado, no estádio Heriberto Hulse, pela 25.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Em alta, o time catarinense aparece com 32 pontos, um pouco mais distante da zona de rebaixamento. Há três jogos sem vitória, o Fortaleza segue na liderança, com 47 pontos, mas agora pressionado pelos concorrentes mais diretos.

O Fortaleza começou na base da pressão ofensiva. Aos dois minutos já teve sua primeira chance, quando Dodô cobrou falta na área e Tinga apareceu para desviar de cabeça. A bola iria no canto esquerdo, mas Luiz saltou e mandou a escanteio. Aos sete, Dodô bateu cruzado de fora da área e deu susto. Aos nove, Gustavo chutou forte e Luiz pegou firme.

Até então, o Criciúma não tinha chegado ao ataque. Mas na primeira descida, conseguiu um pênalti quando Victor Feijão invadiu a área e foi segurado e empurrado por Diego Jussani. Aos 11 minutos, Zé Carlos cobrou com perfeição, no lado direito da rede. Marcelo Boeck saltou bem e quase impediu a abertura de placar. Este foi seu quinto gol pelo time catarinense e seu 90.º gol na história da Série B, confirmando a marca de maior artilheiro da competição.

O jogo seguiu mais equilibrado depois. Havia preocupação dos dois lados pela marcação. Ninguém mais criou chance clara para mudar o placar. No começo do segundo tempo, o Fortaleza voltou de novo pressionando. Aos dez minutos, Dodô desperdiçou grande chance ao tocar de cabeça para fora, quando a defesa parou pedindo impedimento que não houve.

Aos 16 minutos, Igor cometeu falta desleal em Vitor Feijão e acabou expulso, deixando o time cearense com um jogador a menos. Mesmo assim, aos 26, Rogério Ceni tentou dar novo ânimo ao seu ataque colocando dois jogadores descansados - Éderson e Romarinho - nos lugares de Marcinho e Gustavo.

Mas com um jogador a menos ficou difícil. Ainda assim, o Criciúma foi muito afoito, ao invés de tocar a bola e tentar atacar na hora certa. O volante Jean Mangabeira foi expulso aos 37 minutos, deixando cada time com dez jogadores, mas, aos 40, Pablo, do Fortaleza, cometeu falta e também recebeu o vermelho.

Aos 45 minutos, o Criciúma ampliou com um golaço de Vitor Feijão. No lado esquerdo da área ele pedalou na frente de Ligger e chutou forte. A bola ganhou efeito e caiu nas redes.

No próximo sábado, o Criciúma volta a jogar em casa, contra o Avaí, às 16h30. O Fortaleza fará outro jogo como visitante, indo na sexta-feira até São Luis para enfrentar o lanterna Sampaio Corrêa.

FICHA TÉCNICA

CRICIÚMA 2 X 0 FORTALEZA

CRICIÚMA - Luiz; Sueliton, Nino, Sandro e Marlon; Jean Mangabeira, Ronaldo (Ralph), Eduardo (Andrew) e Elvis; Vitor Feijão e Zé Carlos (Nicolas). Técnico: Mazola Júnior.

FORTALEZA - Marcelo Boeck; Tinga, Diego Jussani, Ligger e Bruno Melo; Igor, Felipe, Pablo e Dodô (Wallace); Marcinho (Éderson) e Gustavo (Romarinho). Técnico: Rogério Ceni.

GOLS - Zé Carlos aos 11 minutos do primeiro tempo. Vitor Feijão aos 45 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Marielson Alves Silva (BA).

CARTÕES AMARELOS - Zé Carlos, Elvis e Jean Mangabeira (Criciúma). Marcinho, Igor, Gustavo, Pablo, Ligger e Diego Jussani (Fortaleza).

CARTÃO VERMELHO - Jean Mangabeira (Criciúma). Igor e Pablo (Fortaleza).

RENDA - R$ 81.885,00.

PÚBLICO - 3.620 presentes.

LOCAL - Estádio Heriberto Hulse, em Criciúma (SC).