• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Ricardo Gomes deixa o Santos e assume cargo de dirigente no Bordeaux

  • COMPARTILHE
Esportes

Ricardo Gomes deixa o Santos e assume cargo de dirigente no Bordeaux

De acordo com a direção santista, apesar dos esforços ele aceitou uma proposta do Bordeaux, da França, para ser um manager (diretor geral) do time francês

O Santos confirmou nesta quarta-feira a saída de Ricardo Gomes do cargo de Executivo de Futebol do clube. De acordo com a direção santista, apesar dos esforços ele aceitou uma proposta do Bordeaux, da França, para ser um manager (diretor geral) do time francês.

"Ricardo Gomes não é mais o Executivo de Futebol do Santos FC. Apesar dos esforços da diretoria, ele aceitou a proposta do Bordeaux, da França. O Clube agradece os serviços prestados durante o período em que esteve com a equipe profissional", afirmou o Santos em uma nota publicada em seu site oficial.

Contratado em junho deste ano, Ricardo Gomes foi anunciado pelo presidente José Carlos Peres como o "melhor executivo do país", mas agora o Santos terá de correr atrás de um substituto às pressas no mercado. Essa foi a terceira perda no cargo de diretor de futebol do clube só nesta temporada. Anteriormente, Gustavo Vieira foi demitido e William Machado pediu demissão.

Quase que ao mesmo tempo nesta quarta-feira, o Bordeaux anunciou de forma oficial em seu site a contratação do brasileiro para a função diretiva. Éric Bedouet, que vinha treinando o time de forma interna, assume o cargo de maneira definitiva, auxiliado por Patrick Colleter.

Não é a primeira vez que Ricardo Gomes trabalha no clube francês. O ex-zagueiro esteve à frente do Bordeaux entre 2005 e 2007 na função de técnico e foi vice-campeão francês em uma temporada histórica. O brasileiro será apresentado à imprensa nesta quinta-feira, quando concederá entrevista coletiva.

Ricardo Gomes trabalhará diretamente com Éric Bedouet, que assumiu o comando da equipe após a polêmica saída do uruguaio Gustavo Poyet - que fez duras críticas à diretoria, sendo suspenso e demitido na sequência. O francês Thierry Henry chegou a ser apontado como principal candidato a assumir o comando do Bordeaux na atual temporada, mas teria recusado o convite.