• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Sevastova surpreende e elimina Stephens, atual campeã do US Open

  • COMPARTILHE
Esportes

Sevastova surpreende e elimina Stephens, atual campeã do US Open

A vitória e a consequente vaga em sua primeira final de Grand Slam da carreira marcam um feito na instável carreira de Sevastova

Atual campeã do US Open, a norte-americana Sloane Stephens se despediu da competição nesta terça-feira, na fase de quartas de final. A tenista da casa, número três do mundo, foi derrotada pela letã Anastasija Sevastova pelo placar de 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/3, em 1h24min de confronto.

Curiosamente, Stephens havia batido Sevastova nesta mesma fase do US Open do ano passado, no caminho até o seu primeiro título de Grand Slam da carreira. Ela também havia parado nas quartas de final em 2016. Na primeira semifinal de uma tenista da Letônia no US Open, a 18ª colocada do ranking vai enfrentar a vencedora do duelo entre a local Serena Williams e a checa Karolina Pliskova.

A vitória e a consequente vaga em sua primeira final de Grand Slam da carreira marcam um feito na instável carreira de Sevastova. Aos 28 anos, ela alcança o auge de sua forma técnica em seu retorno às quadras, após anunciar uma aposentadoria precoce em maio de 2013, após uma sequência de problemas físicos. Nesta "segunda fase" de sua carreira, a tenista da Letônia já acumula resultados e ranking superior à primeira.

Para tanto, Sevastova precisou vencer um duelo equilibrado contra Stephens nesta terça. A favorita, apesar da vitória em sets diretos, teve oportunidades para obter resultado melhor. Somente no set inicial, a tenista da casa desperdiçou sete break points. Sevastova foi mais eficiente: aproveitou as duas chances cedidas pela rival.

No segundo set, Stephens voltou a perder dois break points. E a letã converteu três de seis chances. Sevastova terminou a partida com 18 bolas vencedoras, contra 13 da rival. Ambas as tenistas registraram 28 erros não forçados em mais um dia quente em Flushing Meadows, em que a Arthur Ashe, a quadra central do complexo do US Open, ficou dividida entre o sol e a sombra.