• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Tira-teima e briga nos bastidores esquentam clássico entre Cruzeiro e Atlético-MG

  • COMPARTILHE
Esportes

Tira-teima e briga nos bastidores esquentam clássico entre Cruzeiro e Atlético-MG

Com objetivos distintos no Campeonato Brasileiro, Cruzeiro e Atlético Mineiro vão travar neste domingo, no Mineirão, o tira-teima entre as equipes na temporada, em duelo com rivalidade aflorada pela polêmica dos preços dos ingressos destinados à torcida visitante, a da equipe alvinegra. Em campo, cada time venceu dois clássicos.

O torcedor cruzeirense pode se sentir em vantagem porque conquistou o Campeonato Mineiro. Na partida de ida, no Independência, vitória atleticana por 3 a 1, mas o triunfo do Cruzeiro por 2 a 0 no jogo de volta, no Mineirão, garantiu o título para a equipe de Mano Menezes, por causa da melhor campanha na primeira fase do torneio.

"Com o Cruzeiro, está 2 a 2 neste ano", disse o técnico atleticano Thiago Larghi. "Eles venceram o Campeonato Mineiro no empate, no placar agregado, vamos agora para esse quinto jogo. O ambiente é favorável a eles, que vêm jogando lá. Questão de gramado, torcida e vestiário. Mas a gente tem de desconsiderar isso e focar no nosso jogo, que é o que importa. Favoritismo vai ser sempre igual em um clássico", avaliou.

Não bastasse o equilíbrio em campo, os bastidores também estão agitados. Os ingressos de entrada no setor visitante foram fixados pela diretoria do Cruzeiro entre R$ 150 e R$ 240, decisão alvo de protesto atleticano. Na sexta-feira, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva definiu que o preço único cobrado deverá ser de R$ 150 (R$ 75 a meia).

Alheio à polêmica, o técnico Mano Menezes adiantou que o Cruzeiro não vai ter força máxima no clássico, assim como fez no primeiro turno - derrota por 1 a 0, fora de casa. A equipe cruzeirense vai enfrentar o Boca Juniors na próxima quarta-feira, em La Bombonera, pela partida de ida das quartas de final da Copa Libertadores. "Arrascaeta está fora do clássico e Sassá será relacionado", adiantou o técnico.

Candidato ao título na Copa do Brasil e na Libertadores, o Cruzeiro é só o sétimo colocado no Brasileirão, com 33 pontos, oito distante do Atlético-MG e do G6, grupo que garante vaga na próxima edição do principal torneio continental.

No Atlético-MG, Larghi não tem desfalques e vai contar com as voltas de Chará, desfalque nas últimas duas partidas porque estava defendendo a seleção colombiana, e Emerson, que cumpriu suspensão na vitória por 3 a 1 sobre o Atlético Paranaense, na segunda-feira. Elias e Matheus Galdezani disputam uma posição no meio de campo.