• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Autor do homicídio de líder comunitário em Guarapari é preso pela polícia

  • COMPARTILHE
Polícia

Autor do homicídio de líder comunitário em Guarapari é preso pela polícia

Willian da Silva Nascimento, vulgo “Magrão”, foi preso em flagrante nessa terça-feira (28) no bairro Adalberto Simão Nader.

Policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Guarapari prenderam em flagrante Willian da Silva Nascimento, de 20 anos, conhecido por “Magrão”, como autor do disparo que matou o presidente da Associação de Moradores do bairro Adalberto Simão Nader, Aderildes Nascimento Santos, conhecido como ‘Del Careca’, na noite da última sexta-feira (24) na própria comunidade. “Nós já estávamosapurando denúncias,colhendo provas testemunhas e questões oculares que indicaram esse indivíduo como autor desse crime e, desde então, a Polícia Civil estava procurando esse indivíduo para captura-lo, trabalhando initerruptamente. Ontem (28), nós o encontramos em um ponto de venda de drogas do bairro, em um muro com dizeres da facção criminosa e muito próximo ao local do crime”, explicou o delegado titular da DHPP do município, Tarik Souki.

Willian, que já tinha passagem pela polícia por tráfico de drogas, foi autuado homicídio qualificado por motivo torpe e encaminhado para o presídio. Se condenado, pode pegar de 12 a 30 anos de prisão. De acordo com Tarik, existem indícios de várias motivações para o crime, todas relacionadas ao tráfico de drogas na região. “O grupo de traficantes do bairro Bela Vista que tinha dominado o tráfico no Adalberto, ‘acusa’ o Del Careca de entregar locais para a polícia, de ter sumido com a droga deles e outras desavenças, inclusive atribuindo e ele a ‘culpa’ da prisão de outro criminoso”, ressaltou.

Retaliação

Tentando inibir a comunidade, os traficantes picharam muros com dizeres ofensivos. Entretanto, a polícia pede que a população denuncie e colabore através do Disque-Denúncia 181 por telefone ou site. “Aquele não é um local dominado por traficantes e com essas mensagens eles tentam intimidar a comunidade. Porém, a gente trabalha para prender o máximo de envolvidos nessa criminalidade e assegurar os direitos da população”, completou o delegado lembrando que o anonimato é garantido.