• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

'Estado' realiza debate entre candidatos ao governo de São Paulo

  • COMPARTILHE
Política

'Estado' realiza debate entre candidatos ao governo de São Paulo

O confronto entre Paulo Skaf (MDB) e João Doria (PSDB), que lideram as pesquisas de intenção de voto ao governo de São Paulo, deve marcar o debate que será promovido neste domingo, 16, às 18 horas, pelo jornal o Estado de São Paulo em parceria com TV Gazeta, Rádio Jovem Pan e Twitter. Pela última pesquisa Ibope, Skaf tem 22% das preferências, contra 21% do tucano. Em terceiro, com 8%, aparece Márcio França, do PSB, que tenta a reeleição.

O acirramento da disputa ganhou corpo na última semana, depois que Doria e França lançaram mão da estratégia de colar a imagem de Skaf ao presidente Michel Temer, que são do mesmo partido. Um dos comerciais de França faz trocadilho no qual diz que "Skaf é para ‘temer’". Em outro, Doria mostra vídeo no qual o presidente defende a candidatura de seu correligionário para ressaltar ao eleitor que os dois estão juntos nessa eleição.

No caso de Doria, porém, a estratégia de atacar Skaf ao relacioná-lo a Temer pode ter um efeito contrário. Isso porque o tucano, nos 15 meses em que esteve à frente da Prefeitura da capital, se colocou como interlocutor político do presidente em São Paulo e, em especial, um porta-voz dele dentro do PSDB. A aproximação não surtiu o efeito desejado por Doria, de obter apoio para sua campanha e afastar Skaf do pleito.

Principal vitrine de Skaf, o ensino oferecido pelo chamado sistema S (composto por unidades do Sesi e do Senai) também vai para o centro de debate, mas sob pontos de vista diversos. O candidato explorará a qualidade das escolas custeadas pela indústria para convencer que fará o mesmo no Estado, caso eleito.

Já França quer explicar aos eleitores que nas escolas-modelo do emedebista o ensino é pago (cerca de R$ 280 por mês) para mais da metade dos estudantes. O petista Luiz Marinho também não deve perder a chance de usar o assunto para dizer que educação de qualidade se faz com professor valorizado. O petista tem entre suas principais propostas dobrar o salário-base dos professores estaduais, embora não tenha detalhado como terá recursos para isso.

Também vão participar os candidatos Lisete Arelaro (PSOL), Marcelo Cândido (PDT) e Rodrigo Tavares (PRTB). Com mediação da jornalista Maria Lydia Flandoli, da TV Gazeta, o encontro terá cinco blocos. No primeiro, os candidatos responderão a perguntas de outros candidatos - todos deverão perguntar e todos deverão responder, em ordem definida previamente por sorteio. Além da pergunta, os candidatos terão direito a resposta, réplica e tréplica.

No segundo bloco, quem pergunta são jornalistas convidados, que escolhem ainda quem responde e quem comenta. O terceiro bloco será igual ao primeiro, com alteração apenas na ordem de os candidatos fazerem perguntas e o quarto será reservado para questionamentos enviados para os candidatos pelo Twitter sobre temas já determinados: saúde, segurança, educação, corrupção e economia. Na quinta e última parte, os candidatos deverão fazer as considerações finais - cada um terá 45 segundos para deixar sua última mensagem e pedir votos para 7 de outubro.

Serviço:

DEBATE GAZETA/ESTADO/

JOVEM PAN/TWITTER

ACOMPANHE A TRANSMISSÃO AO VIVO A PARTIR DAS 18H NO ESTADAO.COM.BR, PELO

TWITTER.COM/ESTADAO, PELA RÁDIO ELDORADO (107,3 FM), PELA TV GAZETA E PELA RÁDIO JOVEM PAN.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.