Jantar harmonizado com o enólogo chileno no Fuegos

Nesta sexta, dia 03 de julho, o Fuegos Restaurante, em Jardim da Penha, vai promover um jantar harmonizado com a presença do enólogo da Viña chilena El Principal, Gonzalo Guzmán, a partir das 20h30. O convidado chileno apresentará alguns rótulos de vinhos que passam a compor a carta de vinhos do restaurante.

unnamed (6)

O menu do jantar, assinado pelo chef da casa, o francês François Teissonnière, conta com duas entradas, dois pratos principais e uma sobremesa. Para o evento, um das entradas escolhidas pelo chef foi o “Gougères”, uma especialidade da região da Borgonha, na França, geralmente servida em degustações de vinhos ou como aperitivos, conhecidos no Brasil como a versão francesa do pão de queijo. Os “Gougères” serão harmonizados com o Espumante Brut LILICA. A próxima entrada do menu são os “ovos cocotte com foie gras e champignon”, tradicional prato francês que será acompanhado pelo Auqui Sauvignon Blanc, um vinho da região do Maipo Valley, do Chile, e que possui uma cor verde brilhante com aromas tropicais de frutos exóticos e ervas frescas.

Para harmonizar com o Calicanto, um vinho de uma cor púrpura e aromas de frutos maduros, o chef selecionou um prato que já é sucesso no Fuegos: o papillote de cioba, alho poró e manteiga de malbec. Já o prato que irá acompanhar o Memórias – vinho de cor intensa púrpura com complexidade de aromas – e o El Principal – o vinho mais famoso da Viña El Principal, de coloração púrpura luminosa, frescor marcado, e sedutor pela madurez da fruta – é a codorna desossada e recheada com batata Anna. Para finalizar o jantar, o chef escolheu o vacherin (merengue) de morango e baunilha, que harmoniza com o francês Château Ramon.

FUEGOS – Cuisine au Grill, comandada pelo chef francês François Teissonnière. Avenida Anísio Fernandes Coelho, 88, Jardim da Penha, Vitória. Telefone: (27) 3029-1813. Funcionamento: de terça a sexta-feira, das 11h30 às 15h30 para almoço, e das 18h30 às 23h30 para jantar. Sábado, das 11h30 às 00h30, e domingo, das 11h30 às 17h.

(224Publicações)

Comentários (1)

  1. Abedmeskeen

    Amigos, algumas roetsspas este3o duplas porque ne3o vi que o Claudio je1 tinha respondido. Para ne3o jogar trabalho fora, seguem abaixo. 🙂 Bjs. Rafaela Carioca e Marce3o,nf3s andamos pensando em comprar copos ISO para provar os vinhos, mas por enquanto vamos usando os que temos em casa. Recentemente, ganhamos dois f3timos para Pinot Noir.Tambe9m pensamos em fazer um teste com os todos os copos, degustando o mesmo vinho, para tirar a prova de que o copo faz mesmo diferene7a… Sere1 uma das nossas prf3ximas experieancias.Gerson, concordamos que a comida, o ambiente e a companhia podem mesmo influenciar no resultado de uma degustae7e3o. Quando testarmos os copos, contamos para vocea se este pode ser mais um item a ser observado. Hugo, ter tae7as para as visitas e9 mesmo uma boa saedda para evitar colocar em risco aquelas que lidamos com mais jeito e cuidado. Infelizmente, ne3o temos muitas e quando vem visita, acabamos compartilhando as tae7as que mais gostamos. Ah, tae7as Riedel se3o o nosso sonho de consumo. Impossedvel pensar em compre1-las aqui no Brasil – ou pelo menos aqui no Rio…Nina, quem dera aqui no Rio os restaurantes tivessem tae7as adequadas… Os mais caros devem ter, mas os medianos que costumamos freqfcentar servem sempre na mesma tae7a. Tem um aqui que tem tae7as Riedel especialmente para vinhos muito caros. Por que aed, o vinho e9 te3o caro que se a tae7a for quebrada, compensa. Mauro, quando voceas veam aqui para usar as tae7as que nos deram?Bjs e abrae7os. Rafaela

    Responder

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com *