Após ser traída, capixaba faz ensaio fotográfico para celebrar divórcio

A capixaba Josi Manhães, 36 anos, publicou um ensaio fotográfico nas redes sociais para “comemorar” o divórcio. As imagens foram realizadas na Praia dos Padres, em Guarapari

 Versão para impressão  
Uma semana depois do divórcio, Josi fez o ensaio e agora lida com a repercussão.
Foto: Filipe Aragão

O tradicional álbum de casamento é conhecido por materializar o amor de duas pessoas que acabaram de oficializar a união. Se essas fotos simbolizam o amor, o que significa então um álbum de divórcio?

 A capixaba Josi Manhães, 36 anos, publicou um ensaio fotográfico nas redes sociais para “comemorar” o divórcio. As imagens foram realizadas na Praia dos Padres, em Guarapari, local onde ela casou com o ex-marido. No perfil, ela explica que ficou casada durante dois meses quando descobriu a traição e resolveu fazer o álbum para levantar a autoestima.

>> Veja o ensaio fotográfico completo de Josi Manhães!

Filipe Aragao
Mesmo com os encontros, ela acredita que a traição realmente aconteceu por parte do ex-marido
Foto: Filipe Aragao

"Estava com a autoestima baixa. A gente começa a pensar no motivo de ter sido traída. Pensei em fazer um álbum sensual, mas depois lembrei do vestido e quis unir as duas coisas: a sensualidade e a revoltada do casamento. Contratei o fotógrafo e uma pessoa para grafitar o vestido com frases clichês de casamento, como felizes para sempre, fidelidade e honra. A minha intenção era queimar o vestido porque passei a não acreditar nisso depois do que aconteceu, mas joguei uma garrafa de álcool no vestido e, por incrível que pareça, não consegui queimá-lo", conta.

Ela diz que se revoltou depois de ouvir conselhos das amigas e pessoas próximas para continuar o casamento mesmo com a traição. "Observei que muitas amigas falavam 'Ah, Josi, releva. Você só tem dois meses de casamento'. Mas não concordei! Fiz isso para ajudar outras pessoas a tomar coragem. Quando você divorcia, as pessoas te olham de outra forma e elas precisam saber o motivo pelo qual você se separou".

Josi revela que o casamento era a distância, já que ela morava em Guarapari e ele na Serra. Mas o casal conseguia se ver três vezes na semana.

"Ele sempre morou na Serra e eu em Guarapari. O conheci há 11 anos quando fiz faculdade com ele, e depois namoramos durante 2 anos. Nos separamos, mas mantivemos o contato como amigos. Fiquei noiva de outro cara, terminei e ele veio atrás de mim. Sempre gostei dele e aceitei. Ele disse que a gente teria que se casar, mas falei que estava no meio do ano e não poderia me mudar nessa época, pois sou professora. Enquanto isso, a gente levava a distância, nos encontrávamos na quarta-feira e aos finais de semana".

Uma semana depois do divórcio, Josi fez o ensaio e agora lida com a repercussão.

“Me divorciei no dia 5 de dezembro e o ensaio foi feito uma semana depois. Esperava essa repercussão pelo sentido de ser professora, sempre tive minha vida reservada porque trabalho com adolescentes e tomava cuidado. O fato de ter exposto a traição fez com que as pessoas me procurassem”, disse.

TAGs

  • guarapari
  • es
  • ensaio
  • album
  • divorcio
  • josi manhaes
 Versão para impressão  

MAIS LIDAS

Jornal Folha Vitória
Todos os direitos reservados © 2007-2016