• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Banco Central da Suíça elimina taxa de câmbio mínima e reduz taxa de depósitos

Economia

Banco Central da Suíça elimina taxa de câmbio mínima e reduz taxa de depósitos

São Paulo - O Banco Central da Suíça (SNB, na sigla em inglês) eliminou nesta quinta-feira a taxa de câmbio mínima de 1,20 euro por franco suíço, ao mesmo tempo em que reduziu a taxa de depósitos para -0,75%, de -0,25%. A autoridade monetária do país também levou a faixa-alvo da taxa Libor de três meses para terreno ainda mais negativo, entre -1,25% e -0,25%. Antes, o intervalo era de -0,75% a 0,25%.

Em comunicado ao mercado, o SNB afirma que a "sobrevalorização do franco suíço diminuiu como um todo desde a introdução da taxa de câmbio mínima", o que motivou a decisão de descartar a medida. A taxa, que foi introduzida em período de excepcional sobrevalorização do franco suíço e grande nível de incerteza nos mercados financeiros, tinha por objetivo proteger a economia do país.

O BC suíço cita que passou a haver divergências entre as políticas monetárias e as principais moedas, em "tendência que deve se tornar ainda mais pronunciada". A autoridade monetária se refere à desvalorização do euro em relação ao dólar, levando o franco suíço a se depreciar ante à divisa norte-americana por consequência. "Nessas circunstâncias, o SNB concluiu que garantir e manter a taxa mínima de câmbio contra o euro não se justifica mais". Para impedir que o fim da medida de câmbio leve a condições monetárias mais apertadas, o SNB também decidiu reduzir significativamente a taxa de depósitos.

O banco central considera que o franco suíço segue sobrevalorizado e não descarta futuras intervenções no mercado de câmbio. "O SNB continuará a levar em conta a situação da taxa de câmbio na formulação de sua política monetária no futuro. Se necessário, ele continuará ativo no mercado de câmbio para influenciar condições monetárias".

Como consequência da decisão do SNB, o euro e o dólar se desvalorizaram fortemente ante o franco suíço.