• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

BC: reclamações envolvendo confiança de operação e serviço lideram ranking

Economia

BC: reclamações envolvendo confiança de operação e serviço lideram ranking

Brasília - No consolidado do segundo semestre de 2014, reclamações envolvendo confiança das operações e serviços ocuparam o topo do ranking de queixas do Banco Central contra instituições financeiras. Segundo a instituição, irregularidades desse tipo somaram 1.915. O segundo lugar ficou com débito em conta de depósito não autorizado pelo cliente, com 1.806 problemas relatados. A terceira principal queixa foi restrição à realização da portabilidade de crédito por recusa injustificada, que somou 1.660. No total, 16.076 reclamações foram registradas contra bancos.

O BMG lidera essa versão semestral do ranking, com índice de 305,41 pontos (694 queixas no período). Esse índice é formado pelo número de reclamações reguladas procedentes, dividido pelo número de clientes e multiplicado por 1.000.000. O Santander ficou em segundo nessa lista, com índice de 65,36. O ranking segue com Banrisul, com 54,76; HSBC, com 52,54; e Caixa Econômica Federal, com 48,59. Bradesco figura em sexto, com 33,80; BB é o oitavo, com 30,00; Itaú é o nono com 29,48.

Entre as instituições com menos de 2 milhões de clientes, o ranking começa com o BIC Banco, com índice de 2.540,70 e segue com BNP Paribas (1.099,39), Banco Daycoval (306,19), J. Malucelli (288,90) e Panamericano (165,62).

Além do volume de clientes e da inclusão de financeiras, a ampliação da base de clientes de cada instituição ou conglomerado foi alvo de mudança metodológica feita pela autarquia a partir de julho. Até então, apenas os que faziam operações de depósitos com cobertura do Fundo Garantidor de Crédito (FGC) eram contabilizados. Agora, outras operações de depósitos também podem entrar na apuração, como as de consumidores que fazem empréstimos ou investimentos em um banco mesmo sem ter conta na casa. A nova funcionalidade, com o consolidado semestral, foi lançado nesta segunda-feira, 02, pelo Banco Central.