• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após pressão do PMDB, Câmara transforma convocação de Serraglio em convite

  • COMPARTILHE
Economia

Após pressão do PMDB, Câmara transforma convocação de Serraglio em convite

Brasília - A Comissão do Trabalho da Câmara dos Deputados aprovou nesta manhã de quarta-feira, 5, um requerimento convidando o ministro da Justiça, Osmar Serraglio (PMDB), para participar de audiência no colegiado. O objetivo é fazer com que o ministro explique supostas irregularidades denunciadas na Operação Carne Fraca.

O requerimento, proposto pela petista Erika Kokay (DF), pedia a convocação do ministro. Segundo relatos de parlamentares, na terça-feira, 4, o PMDB pressionou para que a convocação fosse transformada em convite. Ainda de acordo com fontes, o partido ameaçou retomar a vaga de titular cedida ao deputado Assis Melo (PCdoB-RS) se não houvesse flexibilização do requerimento. Serraglio telefonou aos deputados se colocando à disposição para prestar esclarecimentos, o que viabilizou o acordo.

Para o presidente da comissão, deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), o impasse em torno do requerimento se deve à tensão crescente da base aliada diante das recentes derrotas nas votações em plenário. "A base está à beira de um ataque de nervos", comentou.

Serraglio terá de falar na comissão sobre sua relação com o fiscal Daniel Gonçalves Filho, Superintendente do Ministério da Agricultura no Paraná e investigado na Operação Carne Fraca. Em conversa grampeada pela Polícia Federal, o peemedebista, então deputado federal pelo Paraná, perguntou a Daniel sobre o possível fechamento de um frigorífico no interior do Paraná, base eleitoral do ministro. O fiscal agropecuário foi chamado por Serraglio de "chefe".

Como se trata de convite e não convocação, Serraglio tem a prerrogativa de não comparecer à audiência. "O ministro sinalizou o interesse de vir", contou Orlando Silva.