• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Banestes lança aplicativo para clientes movimentar conta pelo celular e tablet

Economia

Banestes lança aplicativo para clientes movimentar conta pelo celular e tablet

Não há qualquer custo ao cliente do banco que optar pelo uso do aplicativo. A promessa é que a ferramenta dê mais segurança nas operações bancárias

O aplicativo será disponibilizado para Android e IOS. Foto: Divulgação/Governo

O Banestes lançou nesta quinta-feira (18), em Vitória, o Banestes Celular e o Banestes SMS. A partir de agora, o cliente do banco poderá, via smartphone ou tablet, realizar transações bancárias, fazer recarga de pré-pago, pagar contas com leitura de códigos de barras e acessar faturas dos cartões Banescard e Banescard Visa.   

O Banestes Celular já está disponível para smartphones, com sistema operacional Android, e IOS (Iphone e Ipad), que representam mais de 90% dos dispositivos em uso no mercado.

Não há qualquer custo ao cliente para o uso do aplicativo, que dará mais segurança nas operações bancárias. Para aderir, basta o cliente habilitar o aparelho em contato com o gerente da agência onde possui conta. 

Já o Banestes SMS é um serviço de envio de mensagens de texto que permite acompanhar a movimentação das transações realizadas na conta corrente, poupança, além das compras com o cartão Banescard e Banestes Visa. 

Os avisos são enviados de acordo com os serviços e valores escolhidos pelo cliente. A adesão ao Banestes SMS pode feita pelos terminais de autoatendimento, Internet Banking ou agências. O serviço fará parte da Cesta Multivantagens, oferecendo uma franquia de acordo com o pacote contratado.

O presidente do banco, Guilherme Dias, enfatizou que o Banestes Celular e o Banestes SMS são uma mudança de paradigma no banco. “O banco tinha que entrar forte e firme no meio móbile. O banco tem que ser competitivo. E nossa tarefa é desafiadora: fazer o melhor sem ser o maior. Temos o compromisso com um conjunto de clientes de diferentes segmentos da sociedade. Precisamos dar conta da modernidade mas também trabalhar a clientela que precisa de serviços bancários”, frisou.