• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

BC admite dificuldade de se atingir meta fiscal

Economia

BC admite dificuldade de se atingir meta fiscal

Brasília - O chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Tulio Maciel, reconheceu que o governo está mais distante de atingir sua meta fiscal. Segundo ele, os déficits de maio e junho tornam a obtenção da meta mais distante. "Exigirá esforço maior do governo para obtê-la", disse. "Isso não significa que não seja possível alcançá-la. O Tesouro (Nacional) trabalha nesse sentido"., completou.

Questionado sobre o que permitirá o cumprimento da meta, Maciel afirmou que se trata de um esforço de execução orçamentária e que a questão deve ser endereçada ao Tesouro Nacional. Perguntado sobre se o Banco Central concorda com a avaliação do secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, de que a atividade econômica será melhor no segundo semestre deste ano, Maciel evitou se comprometer.

"O detalhamento da execução cabe ao Tesouro trazer. Acreditamos em PIB de 1,6% no ano", disse, em referência à projeção divulgada no último Relatório Trimestral de Inflação. Sobre a arrecadação com Refis, também citada ontem por Augustin, Maciel disse: "Existe uma programação para o ano e ela considera receitas extraordinárias, isso não é nada de novo".

Maciel lembrou ainda que o Banco Central vem mencionando que o fiscal caminha para a neutralidade. "O relevante é o impulso fiscal. ... Os resultados recentes não têm mudado isso", disse.