• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Brasil cai de 6º para 7º maior mercado automotivo do mundo, revela levantamento

Economia

Brasil cai de 6º para 7º maior mercado automotivo do mundo, revela levantamento

São Paulo - Em meio à crise enfrentada pela indústria automobilística nacional, o Brasil foi ultrapassado pela Grã-Bretanha e caiu de sexto para sétimo maior mercado do mundo em vendas de automóveis e comerciais leves na passagem de abril para maio, mostra levantamento da consultoria Jato Dynamics do Brasil, com base em dados de emplacamentos de 30 países dos cinco continentes. No acumulado do ano até maio, o País seguiu como 7º colocado no ranking.

Com crescimento de 1,6% ante maio de 2014 nas vendas de carros de passeio, considerado "relativamente baixo" pela Jato Dynamics, a China seguiu como o maior mercado mundial tanto no mês maio quanto no acumulado dos cinco primeiros meses de 2015.

Os Estados Unidos, por sua vez, ficaram em segundo lugar nas duas bases de comparação, com alta de 1,5% em maio ante o mesmo mês do ano passado. Em terceiro colocado, continuou o Japão, mesmo com queda de 7,9% nas vendas.

A Alemanha seguiu como quarto maio mercado, mesmo tendo registrado queda de 6,9% nas vendas de autos e leves em maio, enquanto a Índia permaneceu na quinta colocação, após alta de 2,8% nas vendas.

Com crescimento de 3,8% nos emplacamentos, a Grã-Bretanha ultrapassou o Brasil e subiu de sétimo para sexto maior mercado. Em maio, o Brasil apresentou a segunda maior queda nas vendas, de 26,2% em bases anuais, atrás apenas da Rússia (-38%).

O levantamento da Jato Dynamics considera apenas as vendas de automóveis e comerciais leves, com exceção da China, em que são levados em conta apenas os carros de passeio. De acordo com a pesquisa, em 2014, quando a venda veículos leves caiu 6,9% no País, o Brasil se manteve como o quarto maior mercado automotivo mundial, mas, com as previsões de queda nas vendas em torno de 20% em 2015, deverá recuar no ranking.