• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Armínio: Brasil vive recessão com crescimento baixo

  • COMPARTILHE
Economia

Armínio: Brasil vive recessão com crescimento baixo

São Paulo - O economista Armínio Fraga, ex-presidente do Banco Central da gestão de Fernando Henrique Cardoso e um dos principais colaboradores do presidenciável tucano Aécio Neves, disse que o quadro da economia brasileira pode ser resumido da seguinte forma: "O Brasil vive hoje um quadro de recessão e crescimento baixo". Segundo ele, do jeito que as coisas estão, não há jeito de o País crescer muito. "O País tem investido pouco e exibe um desempenho fraco na produtividade. Temos, portanto, um problema de oferta e a face mais visível disso é a infraestrutura. Há uma verdadeira crise de infraestrutura em todas as dimensões."

Na avaliação do ex-presidente do Banco Central, as incertezas no atual governo petista são cada vez maiores. "Temos um quadro fiscal cada vez mais deteriorado e vivemos um problema de oferta. E as respostas do governo são muito pontuais, com uma certa mania de medidas. E o fato é que as medidas não estão resolvendo", reiterou, dizendo que a economia está estagnada, a indústria vive a sua maior crise dos últimos anos, "apesar deste esforço equivocado" do governo.

Na exposição que fez no evento promovido pelo Lide - Grupo de Líderes Empresariais, o economista voltou a criticar o atual modelo econômico da gestão petista, dizendo que o resultado final não é bom. E comparou o atual cenário econômico a um doente: "Não é apenas uma verruga, é um quadro de septicemia grave".

O presidente do Grupo de Líderes Empresariais, João Dória Junior, disse, na abertura do encontro, que este foi o recorde da série de 11 anos de almoços-debate promovidos pela instituição. "O evento com a presidente Dilma Rousseff (PT) reuniu 480 empresários, com Lula (ex-presidente petista Luiz Inácio Lula da Silva) reuniu 504 empresários, Aécio Neves (presidenciável tucano) reuniu 518, Eduardo Campos (falecido governador de Pernambuco) e Marina Silva (presidenciável do PSB) reuniram 525. E no de hoje, evento com o ex-presidente tucano Fernando Henrique Cardoso e o economista Armínio Fraga, temos 602 pessoas, um reflexo da dimensão, respeitabilidade e grandeza do ex-presidente Fernando Henrique."