• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

BC da Suíça mantém juros e avalia que franco está "altamente valorizado"

Economia

BC da Suíça mantém juros e avalia que franco está "altamente valorizado"

Zurique - O Banco Central da Suíça decidiu nesta quinta-feira manter sua taxa de depósito em -0,75%. Além disso, a instituição matizou sua advertência de longa data sobre o franco suíço forte, ao dizer que a moeda estava "altamente valorizada", o que sugere que os dirigentes não estão completamente satisfeitos com o enfraquecimento dela ante o euro.

O franco desvalorizou frente ao euro apesar da visão mais otimista do BC suíço (SNB) sobre o franco, o que sugere que o banco central conseguiu alterar sua linguagem sem sinalizar qualquer mudança iminente nas políticas monetárias que poderiam ter assustado investidores.

Em seu comunicado, o SNB notou que o franco se enfraqueceu ante o euro e valorizou frente ao dólar, desde sua última reunião três meses atrás. "No geral, isso ajuda a reduzir, em alguma medida, a significativa sobrevalorização da moeda", afirmou o SNB. "O franco suíço contudo continua altamente valorizado e a situação no mercado cambial ainda é frágil."

Há tempos, o SNB vinha afirmando que o franco estava "significativamente sobrevalorizado". A mudança da linguagem é digna de nota, já que a preocupação do BC com a força do franco transformou-se na base de suas políticas monetárias, que incluem taxas de juros negativas e grandes intervenções cambiais.

Investidores do câmbio minimizaram a mudança, sugerindo que a economia europeia mais forte e as expectativas de uma redução nos estímulos do Banco Central Europeu (BCE) continuarão a enfraquecer o franco. A moeda suíça desvalorizou cerca de 6% ante o euro desde a última reunião do BC do país, ocorrida em meados de junho. Ao mesmo tempo, o franco se fortaleceu um pouco ante o dólar. A taxa ante o euro, porém, é muito mais importante para a Suíça, já que a zona do euro é de longe seu parceiro comercial mais importante. Fonte: Dow Jones Newswires.