• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Ao sair da UE, Reino Unido não fará mais parte do mercado comum, diz Juncker

Economia

Ao sair da UE, Reino Unido não fará mais parte do mercado comum, diz Juncker

Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker reafirmou nesta quarta-feira que o Reino Unido não poderá mais fazer parte do mercado comum da União Europeia, já que decidiu sair do bloco. Ao mesmo tempo, Juncker defendeu um acordo com o governo da premiê Theresa May sobre os termos do chamado Brexit, dizendo que as autoridades europeias devem isso aos cidadãos e às empresas do bloco, e garantiu que o país será sempre um vizinho próximo.

Juncker realizou hoje seu discurso sobre o Estado da União, no Parlamento Europeu. Em sua fala, ele enfatizou o fato de que a UE é e deve continuar a ser um ator global, que ajuda por exemplo a lidar com crises como a da Síria. "Uma Europa forte pode proteger os cidadãos de dentro e fora do bloco do terrorismo e dos problemas ambientais", argumentou. Segundo ele, o bloco não deve se dividir, já que a união garante sua força, devendo ainda caminhar para aprofundar as relações, com uma união econômica e monetária mais profunda.

A autoridade também disse que a UE deve atuar para promover o maior uso internacional do euro. Ele comentou que a UE paga contas do setor de energia em dólares, porém apenas uma pequena parcela desse custo, de 2%, vem dos EUA. "O papel global do euro precisa ser fortalecido", defendeu.