• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

BCs têm condições de lidar com "não" em referendo na Itália, diz Hansson

Economia

BCs têm condições de lidar com "não" em referendo na Itália, diz Hansson

Tallin - O Banco Central Europeu (BCE) tem instrumentos para manter os mercados financeiros funcionando caso o "não" vença no referendo constitucional da Itália, no fim de semana, afirmou hoje Ardo Hansson, que integra o conselho diretor do BCE.

"Os bancos centrais ao redor do mundo têm bastante capacidade de lidar com essas situações", disse Hansson, que também é presidente do BC da Estônia. "Pelo menos, podemos garantir o funcionamento dos mercados e eles vão continuar funcionando, não tenho dúvida disso."

No domingo (04), os italianos vão votar sobre uma proposta de reforma constitucional que revoga a maior parte dos poderes do Senado. A expectativa é que o primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, renuncie se o "não" vencer, o que poderá gerar turbulência nos mercados financeiros.

Uma votação pelo "não" tende a pressionar os bancos europeus em dificuldades e prejudicar seus esforços em levantar capital.

O Banca Monte dei Paschi di Siena, por exemplo, planeja um vital aumento de capital no valor de 5 bilhões de euros (US$ 5,31 bilhões).

Segundo Hansson, o setor bancário da zona do euro está em situação bem mais favorável do que anos atrás. Ele ressaltou também que os mercados financeiros continuam funcionando e têm "se ajustado bem" aos desdobramentos políticos inesperados ocorridos no mundo este ano. Fonte: Dow Jones Newswires.