• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Reino Unido reduz benefícios a imigrantes

Economia

Reino Unido reduz benefícios a imigrantes

São Paulo - O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, anunciou novas regras que preveem uma redução no acesso dos migrantes aos benefícios do governo.

Em artigo assinado por Cameron e publicado no The Telegraph, o premiê escreveu que os imigrantes que se mudarem da União Europeia para o Reino Unido poderão aplicar para os pedidos de benefícios a crianças e de auxílio ao desemprego por apenas três meses, em vez de seis meses. "Eu posso dizer aos leitores do Telegraph hoje que nós iremos reduzir esse ponto de corte para três meses, dizendo muito claramente: você não pode esperar vir ao Reino Unido e receber alguma coisa por nada", afirmou. Os imigrantes também não poderão pedir os benefícios do governo britânico imediatamente. Sob essa nova orientação, eles terão que esperar ao menos três meses.

Cameron também criticou o fato de imigrantes ilegais conseguirem licenças para dirigir carros ou alugar imóveis e ter uma conta bancária. O premiê esclareceu que desde o início deste mês já revogou 3.150 licenças de motoristas e que a partir de novembro os donos dos imóveis terão a obrigação legal de checar o status de imigração dos inquilinos. A partir de dezembro serão introduzidas regras para evitar que imigrantes ilegais abram contas bancárias.

O Reino Unido também terá uma política de deportar criminosos e permitir o recurso do julgamento quando eles estiverem em seu país natal.