• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

'Jezabel': figurino explora diferença entre luxo e simplicidade

Entretenimento

'Jezabel': figurino explora diferença entre luxo e simplicidade

No total, foram 40 dias de trabalho com 20 funcionários para fabricar todos os tecidos de Jezabe

Foto: Reprodução

Nova macrossérie da Record TV, Jezabel estreia em 23 de abril e contará com um rico figurino que faz parte da composição de toda a beleza estética da trama. Os materiais utilizados variam entre diversos tipos de fios de seda e de lã.

A criação de peças começa na fábrica Casulo Feliz, localizada em Maringá, no Paraná. O responsável pela criação e design, Gustavo Rocha, contou ao R7 como funciona o processo.

Recebemos um projeto das roupas e cenários meses antes do início das gravações e começamos a criação. Para Jezabel, resolvemos fazer algo mais criativo, diferente. Antes de tudo, pesquisamos como seriam as roupas da época em que se passa a trama, estudamos a Bíblia para criar cada detalhe.

As categorias de tecidos são variadas, contando com mais de cinco tipos de seda, por exemplo. Os tecidos variam até mesmo nas roupas de personagens mais pobres e mais ricos.

Foto: Reprodução

“Os telespectadores vão conseguir ver essa riqueza de detalhes e diferenciar os figurinos de cada personagem”, conta Gustavo.

No total, foram 40 dias de trabalho com 20 funcionários para fabricar todos os tecidos de Jezabel.

Além disso, a empresa recicla materiais para serem utilizados, fazendo com que toda a produção de figurinos seja sustentável e ecológica, sem desperdiçar matéria-prima.

Já na montagem do vestuário dos personagens para as gravações, João Bertini, figurinista responsável, revelou que a equipe conta com ajuda internacional.

 Aqui no Brasil, são 40 pessoas que participam da montagem do figurino. Ainda tivemos uma equipe de 30 pessoas no Marrocos, que ajudaram enquanto a novela foi gravada lá. Ao todo somos em 70. Criamos de 10 a 12 mil peças. Entre elas, roupas, sapatos, joias, coroas, acessórios.

Para a elaboração das vestimentas, João, que também é historiador, entrega que o trabalho não é nada simples. Afinal, o figurino exige estudo, referências históricas e inspirações para que o trabalho final cause impacto no telespectador.

Nos embasamos em diversas pesquisas históricas, ainda mais por ser uma trama bíblica. Precisamos entender como aquele povo vive, se comporta, quais são as vestimentas da época. Dessa forma, construímos todo o figurino da trama.

Jezabel foi filmada no deserto de Uarzazate, no Marrocos, e se passa entre o século XVIII e XIX a.C., detalhe que torna um desafio maior ao figurinista, devido às vestes de uma outra época.

Foto: Reprodução

João Bertini conta que na macrossérie será possível observar a distinção dos povos israelitas e sunitas.

Jezabel terá um figurino bem marcado. Os israelitas contarão com cores terrosas mais fracas, tons pastéis, por serem personagens mais simples, ligados à agricultura e à terra. Já os sunitas são mais sofisticados, carregado de brilhos, bordados, texturas, cores fortes e marcantes. Vai ficar bem clara essa distinção de luxo e simplicidade dos povos.

*Com informações do Portal R7