Gabriel Leone e equipe de Os Dias Eram Assim interrompem gravações após serem surpreendidos por bandidos e perseguição policial

Entretenimento

Gabriel Leone e equipe de Os Dias Eram Assim interrompem gravações após serem surpreendidos por bandidos e perseguição policial

Redação Folha Vitória

-

Uma perseguição policial acabou interrompendo as gravações de Os Dias Eram Assim, na última terça-feira, dia 27, e deixando toda equipe assustada! De acordo com o jornal Extra, os atores Gabriel Leone e Bruna Reis gravavam algumas cenas na Vila Militar, em Deodoro, quando bandidos invadiram o set da supersérie, que contava com mais de 100 pessoas na equipe de gravação.

Ainda segundo o veículo, a Globo enviou um comunicado informando que apesar do susto, todos passam bem e foram retirados em segurança do local:

As gravações tiveram que ser interrompidas por causa de uma perseguição policial que atravessou o mesmo terreno onde o set havia sido montado. Atores, equipe técnica, figuração e direção foram retirados do local, em segurança.

O incidente aconteceu por volta das 16h40, quando policiais militares passaram a perseguir um veículo roubado e trocaram tiros com bandidos na Avenida Brasil, na altura da rua Nilópolis, em Realengo. Já na Vila Militar, onde ocorriam das gravações, a troca de tiro continuou até que os dois suspeitos fugiram em direção à mata que existe no entorno do local.

Bárbara Reis contou ter ficado assustada com a situação:

- Foi tudo rápido. As gravações foram interrompidas por questão de segurança. Já o figurante Everson Gomez contou ao jornal que estavam gravando as cenas de uma manifestação, quando a troca de tiros começou: - O tiroteio durou cerca de três minutos. Foram mais ou menos uns 10 tiros. Era um carro da polícia perseguindo um veículo com dois bandidos. Quando os policiais abordaram, bandidos já saíram atirando. Foi muito desespero. Um bandido foi em direção à gravação. Mas, no meio do caminho, ele desistiu e correu para o mato, onde o outro já tinha ido. Logo em seguida chegaram mais uns quatro carros da PM. Quando tudo passou, a gravação foi cancelada e fomos todos embora. Não vi ninguém ferido e nem preso.