• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Mahmed, novo expoente da cena de Natal, faz shows em SP

  • COMPARTILHE
Entretenimento

Mahmed, novo expoente da cena de Natal, faz shows em SP

São Paulo - Natal, a capital do Rio Grande do Norte, viu crescer nos últimos anos uma cena rock-n’-roll e pop que ainda merece ser mais bem documentada - um dos novos expoentes, que lançou seu primeiro disco em 2015, é o Mahmed, quarteto que faz um rock instrumental definido por eles mesmos como "chill out".

O Mahmed toca em São Paulo no neste sábado, 21, no Balaclava Fest #2, com o canadense Mac DeMarco e a banda Terno Rei. O show faz parte da segunda turnê nacional do grupo, que em 2015 lançou Sobre a Vida em Comunidade, disco que deve figurar nas listas de melhores do ano. Shuva, um dos singles do álbum, tem seu clipe divulgado nesta quarta, 18, com exclusividade no portal do Estado na web.

"Encontramos uma fórmula e esse é o nosso som, mas não é um limite", explica, de Natal, o guitarrista Dimetrius Ferreira. "Nossas influências vêm mais do rock alternativo, mas o instrumental acaba abrindo portas para dialogar com vários públicos e com bandas de diversos estilos", comenta. Fãs de Fugazi, Sonic Youth, John Frusciante e das bandas brasileiras Hurtmold e Macaco Bong devem prestar atenção ao som do quarteto, que além de Ferreira, tem Walter Nazário (guitarra e sintetizadores), Leandro Menezes (baixo) e Ian Medeiros (bateria).

Na ausência das letras, os vídeos acabam virando um canal de destaque, quando o assunto é mensagem: no clipe de Shuva, por exemplo, um homem transita entre gêneros e isso, aparentemente, se torna um problema para sua família. "O clipe vem completar uma busca nossa para conversar sobre o ser humano", diz Ferreira. "A música instrumental abre um leque, mas é legal apresentar um tema, e as imagens ajudam." O trabalho do ilustrador Flavio Grão, que faz as artes dos trabalhos do Mahmed, contribui nesse sentido, afirma o guitarrista.

A cena da cidade também é vista com bons olhos pelo músico. "São vários festivais, como o DoSol, e por ser uma cidade pequena as bandas acabam circulando muito. Ver grupos como o Camarones Orquestra Guitarrística e o Far From Alaska tocar no Sudeste e em outro lugares é um grande estímulo."

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.