• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após sequência de títulos, São Paulo quer consagrar geração na Copinha

  • COMPARTILHE
Esportes

Após sequência de títulos, São Paulo quer consagrar geração na Copinha

São Paulo - Sem vencer a Copa São Paulo de Futebol Júnior desde 2010, o São Paulo entra na 37.ª edição da Copinha como adversário a ser batido. O time tricolor venceu os dois mais recentes torneios da categoria sub-20 no País, vencendo a Copa do Brasil, organizada pela CBF, e a agora chamada Copa RS, disputada no Rio Grande do Sul, que antes era considerada o Brasileiro Júnior.

Na Copinha, o São Paulo joga em Barueri e deverá contar com o apoio da torcida num grupo que terá Paulista, Audax e Tiradentes. Passam os dois primeiros da chave para seis rodadas de mata-mata. A equipe tricolor vem não tem o que temer: vem de oito triunfos seguidos em jogos eliminatórios, tendo passado por América-MG, Botafogo, Goiás, Joinville e Atlético-PR na Copa do Brasil e por Goiás, Palmeiras e Atlético-MG na Copa RS.

Apesar de esses dois torneios também contarem com todas as principais equipes do País, é o resultado da Copa São Paulo que fica para a história. O técnico André Jardine sabe disso e não quer saber de relaxamento do grupo multicampeão.

"Às vezes eles relaxam, se largam um pouquinho no trabalho e nosso dever aqui é estar sempre puxando a corda. As coisas não brotam do nada, então a gente coloca uma energia diária para que eles possam encarar situações que vão ter de encarar na hora do jogo, contra equipes tão boas quanto o próprio São Paulo", avalia o técnico.

A tendência é que nomes como David Neres e Joanderson cheguem em 2016 ao time profissional, mas antes não é só de formação que vive a base. "A gente tem que agregar bons resultados à formação dos atletas, porque a categorias Sub-20 está próxima do profissional. Então, o desempenho é importante em competições assim. Além disso, queremos formar jogadores que estejam sempre acostumados com a vitória, porque o nosso objetivo é colocar o maior número possível de garotos no profissional", acrescenta Jardine.