• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Arthur treina entre os reservas do Grêmio, mas pode ser titular na quarta

Esportes

Arthur treina entre os reservas do Grêmio, mas pode ser titular na quarta

Um dia depois da vitória por 3 a 0 sobre o Internacional, na Arena, pela ida das quartas de final do Campeonato Gaúcho, o Grêmio se reapresentou nesta segunda-feira e trabalhou no CT Presidente Luiz Carvalho. Os titulares do duelo do fim de semana realizaram uma atividade regenerativa, enquanto os demais foram a campo e participaram de um treino tático.

O destaque entre estes que entraram no gramado foi o volante Arthur. De volta após longo período afastado por lesão, ele vai readquirindo a melhor forma e selou o triunfo de domingo, ao marcar o terceiro gol. Agora, vive a expectativa de ser titular na decisão de quarta-feira, no Beira-Rio.

Isso porque Maicon, que vem atuando como titular na posição de segundo volante, precisou ser substituído no domingo após acusar um incômodo muscular. O próprio Arthur entrou em seu lugar e pode ser novamente o escolhido para a vaga do jogador se ele não se recuperar a tempo.

Outra dúvida está na defesa. Pedro Geromel viajou para os amistosos da seleção brasileira e está fora da partida. Bressan é o favorito para a vaga, mas Paulo Miranda é outra opção do técnico Renato Gaúcho.

Independente da escalação escolhida para quarta-feira, a ordem no Grêmio é não se acomodar com a larga vantagem obtida na ida. O experiente lateral-direito Leonardo Moura, de 39 anos, lembrou de uma decepção com a camisa do Flamengo para alertar seus companheiros.

"Tenho uma lembrança não tão boa, do América-MEX, no Maracanã. A gente tinha vencido o jogo lá (por 4 a 2) e tinha vantagem. Chegou no Maracanã, conseguiram fazer 3 a 0. Tem que respeitar, estar focado. A gente só respeita o adversário jogando para cima, para vencer. Não pode deitar na vantagem. Às vezes, a equipe faz um gol no início, o segundo, e dificulta um pouco. Temos que ter inteligência", afirmou.